Forças aéreas dos EUA e Coreia do Sul iniciam exercício conjunto

Patrice Gainsbourg
Dezembro 4, 2017

Apesar de a manobra já haver sido planejada antes do míssil lançado pela Coreia do Norte na última quarta-feira, o Pentágono não costuma enviar tantos aviões.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, na entrevista para a cadeia bielorrussa STV disse que, em uma guerra na península coreana, as primeiras vítimas seriam o Japão e a Coreia do Sul. "Cada teste de míssil, cada teste subterrâneo de uma arma nuclear quer dizer que a união (de um míssil com uma cabeça nuclear) é mais provável", acrescentou o senador.

As manobras conjuntas extraordinárias dos EUA e Coreia do Sul, que terão lugar em um futuro breve, mostram que Washington é um "demônio nuclear", enquanto a política estadunidense faz com que este país "bata em um tambor de guerra nuclear", diz um comunicado da chancelaria norte-coreana. Na segunda-feira (04), os americanos em parceria com os sul-coreanos iniciam o exercício "Vugulant Ace", que mobilizará cerca de 230 aviões, entre eles caças invisíveis F-22 Raptor. Será realizado apenas poucos dias depois de o regime norte-coreano ter testado um míssil ICBM. "É uma provocação aberta, em todos os níveis, contra a Coreia do Norte, que poderia levar a uma guerra nuclear a qualquer momento", afirma o jornal.

Casos de HIV registram aumento no Brasil, diz Ministério da Saúde
Outros casos de doenças sexualmente transmissíveis também têm aumentando entre os mais jovens, como sífilis e gonorreia. No país, anualmente cerca de 15 mil pessoas morrem em decorrência da doença.

Lavrov disse que a Rússia aplica letra por letra às sanções do Conselho de Segurança da ONU que limitam severamente as oportunidades de Pyongyang para importação e exportação sobre a Coreia do Norte.

HR McMaster disse, no sábado, 2, que há maneiras de resolver o problema sem um conflito militar, "mas é uma corrida, porque ele está cada vez mais próximo e não há muito tempo", fazendo referência ao líder norte-coreano Kim Jong-un.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL