Facebook lança Messenger para crianças de até 13 anos

Eloi Lecerf
Dezembro 5, 2017

A maior rede social do mundo, segundo as próprias regras, é um espaço digital interdito a menores de 13 anos e passa a ter um produto para o público que lhe faltava.

O Facebook anunciou uma nova aplicação de chat para crianças, com o nome bastante sugestivo Messenger Kids.

A versão também conta com alguns recursos exclusivos para aumentar o engajamento, como filtros especiais, ferramentas de desenho e a possibilidade de adição de GIFs, molduras ou máscaras tanto em imagens ou vídeos gravados quanto nas próprias conversas ao vivo.

Na aplicação do Messenger Kids, a criança irá ter um ecrã principal com os contactos com quem podem falar e a informação se os mesmos estão online.

Já para os pais e responsáveis, o grande diferencial está nas opções de controle.

Para os pequenos, também está à disposição um sistema simples de denúncias, que permite reportar mensagens inadequadas tanto para a própria rede social quanto aos pais, que recebem notificações relacionadas a isso em suas próprias aplicações.

Tudo funciona de uma forma muito simples, sendo que o Messenger Kids é executado inteiramente através de uma conta do Facebook propriedade de um pai.

Venezuela anuncia criação de nova moeda digital, o Petro
O Presidente venezuelano Nicolás Maduro anunciou este domingo a criação de uma moeda digital, com a qual pretende contornar o "bloqueio" dos Estados Unidos, que determinaram sanções económicas ao país. "E será feito com a criptomoeda emitida com base nas ricas reservas da Venezuela em ouro, petróleo, gás e diamantes", afirmou.

Essa, inclusive, será uma das poucas formas de monitoramento da atividade no aplicativo.

Em vez disso, os pais são capazes de gerenciar o aplicativo Messenger Kids de uma criança de sua conta do Facebook, controlando quais amigos e familiares que a criança pode entrar em contato.

O Messenger Kids está disponível em modo preview a partir de hoje, 4/12, nos EUA para aparelhos iOS e Android.

Organizações de proteção às crianças também participaram do desenvolvimento e concepção do app, como a Associação Nacional de Pais e Professores, dos EUA.

A decisão da empresa de criar esta versão do Messenger se deve ao volume de crianças que usam tablets e smartphones.

A necessidade de controle, então, era imediata, e o Messenger Kids chega para começar a atender tais anseios.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL