Reembolsos de refeições suspensos por indícios de irregularidades — Bombeiros

Judith Bessette
Dezembro 5, 2017

O Ministério da Administração Interna já tem resultados do inquérito conduzido pela Proteção Civil às refeições servidas aos bombeiros. Segundo a TSF, o relatório adianta que a grande maioria dos operacionais não teve este problema com a alimentação.

Desta forma, o ministério da Administração Interna decidiu suspender, por 20 dias, o pagamento dos reembolsos nos casos em que há suspeitas de irregularidades. Os casos abrangem 12 associações de bombeiros.

A investigação foi ordenada à Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), no final de agosto, pelo então secretário de Estado da Administração Interna.

Petrobras reajusta preço do gás de cozinha em 8,9%
A Petrobras anunciou nesta segunda-feira um novo aumento de preços do chamado gás de cozinha , o GLP residencial, nas refinarias. O Sindicato das Empresas Distribuidoras de GLP, Sindgás, informou que o preço praticado está hoje 1,3% abaixo destas cotações.

Segundo o jornal, foram encontradas discrepâncias entre o que foi reportado pelos bombeiros e os documentos entregues, pelo que agora serão ouvidas as associações, para se esclarecer os contornos do processo de apresentação dos processos de reembolso.

O inquérito feito pela Proteção Civil acerca da qualidade da comida fornecida aos bombeiros durante o combate aos incêndios no verão revelou falhas na qualidade e quantidade das refeições que foram entregues em 17 incêndios.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL