Bitcoin continua escalada recorde e ultrapassa US$ 15 mil

Judith Bessette
Dezembro 7, 2017

Enquanto aqueles que investiram em Bitcoins no passado seguem rindo de orelha a orelha com a continua valorização da criptomoeda, ontem a Valve decidiu seguir pelo caminho contrário e anunciou ter deixado de aceitá-la como forma de pagamento.

No artigo publicado no seu blog oficial, a Valve informou que com o inimaginável crescimento da Bitcoin durante as últimas semanas, as taxas cobradas aos utilizadores seguiram a mesma direcção. A taxa da Primeira Moeda nesta corretora é muito maior que em outros sites, e já ultrapassou o marco de US$14 mil.

Deputados do PMDB decidem fechar questão a favor de reforma da Previdência
O texto não chegou ao Senado ainda e, no momento em que o texto chegar ao Senado, nós vamos tomar uma posição acerca da votação no Senado.

Mais uma vez, a Valve faz questão de salientar que o grande problema na aceitação de Bitcoin como forma de pagamento é o facto de ser extremamente volátil, o que poderá causar grandes problemas tanto para a empresa como para os seus utilizadores.

Não, essa não é notícia repetida: a criptmoeda bitcoin bateu um novo recorde nesta quinta-feira (7) e atingiu um novo valor. O valor do Bitcoin é garantido por um período de tempo determinado, logo, se a compra não for completada durante este tempo, o valor de Bitcoins necessários para efetuar a compra pode mudar. Ao finalizar sua compra no Steam, nossos usuários devem transferir o valor correspondente em Bitcoins ao valor do jogo e igualmente o valor da tarifa de processamento cobrada pela rede Bitcoin. Ninguém mais pode comprar jogos de PC pela plataforma usando a criptomoeda.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL