YouTube prepara serviço de streaming de música

Eloi Lecerf
Dezembro 8, 2017

Segundo reportagem do Bloomberg, a Google leva a sério os planos de simplificar o sistema de assinaturas do YouTube e, de quebra, agregar valor ao seu serviço de streaming musical ao oferecer acesso ilimitado e sem anúncios na plataforma de vídeos.

No ano passado, o YouTube lançou seu primeiro serviço pago, o YouTube Red. Uma fonte anônima contou à Bloomberg que o YouTube já fechou contrato com a Warner Music Group, uma das três maiores gravadoras do mundo, além de já estar em conversas com a Sony Music Entertainment, a Universal Music Group e a Merlin, esta última um consórcio de gravadoras independentes.

Além disso o YouTube negocia paralelamente com os artistas para buscar ajuda na aceitação e promoção do novo serviço.

"O novo serviço, internamente designado como Remix, incluiria streaming sob demanda como o Spotify e incorporaria elementos do YouTube, como clipes de vídeo, disseram as pessoas".

Luiz Fux é eleito presidente do TSE; Rosa Weber será a vice
O ministro Luiz Fux foi eleito na manhã desta 5ª feira (7.dez.2017) presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Fux, que deve tomar posse no dia 6 de fevereiro, agradeceu a confiança dos ministros.

Segundo as grandes gravadoras, que apoiam fortemente a ideia de um novo serviço vindo do Google, o crescimento seria ainda mais significativo para o próprio YouTube já que a música é um dos gêneros mais populares de vídeo no site, atraindo mais de um bilhão de usuários por mês (todos gratuitos, é verdade). A Google lançou um serviço de transmissão de áudio apenas chamado Google Play Music em 2011.

O que você acha de uma única assinatura para consumir música e vídeo sem ter que aturar propagandas, com possibilidade de ver conteúdo original do YouTube?

Spotify e Apple Music que se cuidem. Tomara que, diferente do que aconteceu com o YouTube Red, a Google traga o Remix para o Brasil.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL