Libéria escolhe novo Presidente esta terça-feira

Patrice Gainsbourg
Dezembro 27, 2017

A escolha dos eleitores vai recair no homem que foi o vice-presidente de Ellen Johnson Sirleaf, Joseph Boakai, 73 anos, ou no ex-futebolista e já ex-candidato presidencial em 2005, George Weah, 51 anos.

O presidente sul-africano, Jacob Zuma, elogiou o que chamou de eleição pacífica no país africano e parabenizou Weah pela vitória. Além disso, o ex-jogador havia sido o candidato mais votado do primeiro turno (39% dos votos contra 29,1% de Bokai), mas não conseguiu superar os 50% necessários para vencer de imediato.

Um feito um tanto quanto curioso aconteceu na manhã desta quarta-feira. Ele foi o mais votado em 12 dos 15 condados do país.

"É com emoção profunda que eu quero agradecer a vocês, povo liberiano, por me honrarem com seus votos hoje (terça-feira)".

Relações entre Venezuela e Brasil azedam
Cerca de 170 pessoas morreram pela violência em dois protestos anti-Maduro em 2014 e no início de 2017. Mas acrescentou que alguns presos envolvidos no protesto poderão passar o Natal com suas famílias.

É a segunda vez que o ex-jogador tenta ser presidente da Libéria.

"Hoje é um grande dia porque é um teste à democracia", disse Joseph Boakai após depositar o seu voto, citado pela BBC. Mas não pôde concorrer ao terceiro mandato. Jogou ainda pelo Invincible Eleven, também do país, e Tonnerre Yaoundé, de Camarões. O esportista venceu o prêmio de Melhor Jogador de Futebol da Fifa em 1995.

Revelado para o futebol em 1985 vestindo a camisa do Mighty Barrolle, da Libéria, Weah passou por Invincible Eleven (Libéria), Africa Sports (Costa do Marfim) e Tonnerre Yaoundé (Camarões) até chegar à Europa em 1988, quando foi contratado pelo Monaco, da França.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL