Novo ministro do Trabalho assume no dia 4 de janeiro

Oceane Deschanel
Dezembro 28, 2017

O ministro do Trabalho do Brasil, Ronaldo Nogueira, pediu a demissão ao Presidente Michel Temer para se dedicar à campanha eleitoral para o Congresso, onde pretende regressar em 2018 como deputado. Pedro Fernandes foi indicado justamente porque não irá concorrer em 2018, dando lugar ao filho. A saída será oficializada na edição do Diário Oficial da União desta 5ª feira (28.dez).

O seu último acto do político enquanto ministro do Trabalho do Brasil foi a divulgação dos dados sobre o desemprego, que revelam mais 12 mil desempregados no país em Novembro. A portaria com essas novas regras acabou sendo suspensa pela ministra Rosa Weber, do Supremo. E, como o presidente deu prazo de dezembro para que os ministros saíssem, ele disse que iria pegar este prazo.

Palmeiras e Atlético-MG confirmam troca de Marcos Rocha por Róger Guedes
Na manhã desta quarta-feira (27), o Palmeiras oficializou, junto ao Atlético-MG, uma troca de jogadores por empréstimo de um ano. Inicialmente, João Pedro era uma opção para ir ao Atlético-MG, mas a negociação avançou sem o lateral-direito de 21 anos.

"Pelo que o [líder do PTB na Câmara] Jovair [Arantes] me falou ainda há pouco, a nomeação seria publicada este ano, mas a posse, só na semana que vem", afirmou Fernandes, que já tinha avisado o partido de que não concorreria mais à reeleição, perfil que era procurado pelo governo para ocupar o cargo na reforma ministerial que deve ocorrer em abril.

No início do mês, o Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF/DF) propôs à Justiça ação de improbidade administrativa contra o ministro devido a medidas que resultaram no enfraquecimento do combate ao trabalho escravo. Nas duas denúncias contra o presidente Temer, ele votou pelo arquivamento.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL