Série de protestos no Irã tem ao menos dois mortos

Oceane Deschanel
Dezembro 31, 2017

Manifestantes no Irã que realizaram três dias de protestos por conta de dificuldades econômicas e suposta corrupção devem pagar um preço alto caso quebrem a lei, afirmou o governo neste domingo.

Na quinta-feira, milhares de iranianos em várias cidades do país foram às ruas para protestar contra o desemprego, a pobreza e o aumento do custo de vida, bem como as políticas do presidente Hassan Rouhani e do líder supremo Ali Khamenei.

Coreia do Norte seguirá com testes nucleares em 2018
Uma das armas é um míssil com capacidade para atingir os Estados Unidos. O governo chinês teria concluído que a notícia era falsa.

Manifestantes atacaram bancos e prédios do governo e queimaram uma motocicleta da polícia. Takfiri é um termo para militantes sunitas, especialmente do Estado Islâmico. Vídeos que circulavam nas redes sociais na noite de sábado aparentavam mostrar manifestantes caídos em Doroud com tiros soando ao fundo. As manifestações, que começaram na última quarta-feira, já deixaram duas pessoas mortas e mais de 50 detidas.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL