Produção de veículos cresce 25,2 % em 2017, anuncia Anfavea

Eloi Lecerf
Janeiro 5, 2018

Em novembro, foram vendidos 204.196 veículos. Em 2017 como um todo, as vendas do setor subiram 9,2%, para 2,24 milhões de unidades, ante expectativa da Anfavea de vendas de 2,2 milhões de veículos.

A produção de máquinas agrícolas e rodoviárias, por sua vez, chegou a 54,9 mil unidades no ano passado, aumento de 1,8% sobre o resultado de 2016. Em 2016, a entidade registrou queda de 20,47% nas vendas de veículos.

De acordo com o presidente da Fenabrave, a venda de carros de passeio, comerciais leves ônibus e caminhões só deve retornar ao número alcançando em 2012 -3,8 milhões de emplacamentos- entre 2024 e 2025. O maior segmento é o de automóveis, que inclui carros de passeio e SUVs, com 1,85 milhão de unidades e alta de 9,9%. Em dezembro, foram 3,8 mil unidades vendidas, queda de 8,8% ante igual mês do ano anterior, mas avanço de 25% na comparação com novembro. Em 2016, a venda de veículos novos caiu 26,8% no Amazonas.

O crescimento do mercado interno ocorreu com redução na participação dos veículos importados, que fechou 2017 em 10,9%, menor nível desde pelo menos 2014.

A expectativa da federação é de manutenção do clima favorável às vendas, registrando novo ciclo de crescimento, podendo alcançar 10,3% em relação ao ano passado, somados todos os segmentos.

Youtuber Logan Paul posta vídeo polêmico com cadáver e gera revolta mundial
Nós viemos até aqui com a intenção de focar no aspecto sobrenatural da floresta e tudo se tornou real demais", disse ele. Qualquer um pode entender que é fácil de ser levado pelo momento sem ter o pleno peso das possíveis consequências.

Especificamente para os segmentos de automóveis e comerciais leves, a expectativa é de alta de 11,9% sobre os resultados de 2017.

As vendas de veículos novos em dezembro no país somaram 212,6 mil unidades, crescimentos de 4 por cento sobre o volume emplacado em novembro e sobre o licenciado em dezembro de 2016, informou a fonte citando dados preliminares.

O segmento de motocicletas, que vem sofrendo sucessivas quedas desde a crise de 2008, poderá apresentar alta estimada em 6,5%.

"Dentro das previsões de mercado Internacional, não vemos nada que possa atrapalhar a indústria em 2018, e o índice de confiança do consumidor brasileiro vem subindo", diz a economista Tereza Fernandez, da consultoria MB Associados, que projeta uma alta de 3,1% no PIB neste ano.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL