Temer veta Refis para micro e pequenas empresas

Judith Bessette
Janeiro 7, 2018

Para evitar problemas legais, o presidente Michel Temer vetou o programa de refinanciamento de dívidas de pequenas e médias empresas, mas o governo deve refazer o texto e manter o benefício. Em seguida, o presidente do Instituto Teotônio Vilela (ITV), José Aníbal, chegou ao escritório de Temer na zona sul de São Paulo para uma reunião com o presidente da República. "Não houve a previsão das perdas e caberia ao Executivo fazer essa previsão", explicou.

A boa notícia é que, apesar do veto, o Presidente deverá apoiar a derrubada do próprio veto por parte da Câmara dos Deputados. Afif lembrou que o Refis foi aprovado de forma unânime pelo Congresso e que salientou que o desejo do presidente é aprovar a medida. O acordo com o Congresso previa que não haveria vetos à proposta.

Misic conhece bem o Sporting: "Não pensei muito na hora de assinar"
O meia, liberado da primeira atividade do grupo na quarta, aguarda a conclusão de sua transferência para o Sporting , de Portugal. Ambos assinaram contrato até 2023, com cláusula de rescisão no valor de 60 milhões de euros. "Sinto-me muito agradecido.

De acordo com o projeto, para aderir ao parcelamento, empresas terão que pagar entrada de 5% do valor da dívida, que poderá ser dividida em até cinco vezes.

Caso queira relembrar as condições de pagamentos e os descontos nas multas e juros que eram previstos para o Refis do Simples, é só dar uma passada lá no Blog da Artdata Contabil. O prazo de adesão será de 90 dias, contados da data de publicação da lei.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL