Jesus: "Não é fácil fazer golos ao Marítimo"

Vincent De Villiers
Janeiro 8, 2018

"Os jogos podem ser mais fáceis em função dos resultados".

O Sporting partiu para 20 minutos finais de grande qualidade, sempre em alta rotação e contando com a grande inspiração de Bruno Fernandes, decisivo nos quatro golos marcados: assistiu Bryan Ruiz e Bas Dost e foi na recarga a fortes remates da sua autoria que Bas Dost e Acuña marcaram o 4-0 e o 5-0. O Sporting está a fazer um campeonato melhor do que no ano passado. Quando tinha de acelerar o jogo, acelerou.

Progressistas realizam ato de nova filiações de Prefeitos do Piauí
Segundo dados do Ministério das Cidades, serão destinados R$ 24,12 milhões para obras de infraestrutura nos quatro municípios. Em seguida, Alexandre Baldy participa de evento de filiação de mais cinco prefeitos do Piauí ao Progressistas .

O Sporting terminou a primeira volta com 43 pontos, mais nove do que a época passada em que estava em quarto lugar, e para Jorge Jesus isso explica-se de forma simples. Estar em primeiro é o que procuramos. Piccini e Mathieu nem sequer foram ao banco, aparentemente devido a problemas físicos, sendo substituídos por Ristovski e André Pinto; já Battaglia passou para suplente, com Bryan Ruiz a ser titular pela primeira vez nesta temporada no campeonato. Há muitos anos que o Sporting joga para o título.

A finalizar, Jorge Jesus falou de dois jogadores. O lance começou num lançamento longo de Coates para Gelson, com o jovem extremo a assistir Bas Dost, que encostou facilmente com o pé esquerdo. "Ele sabe enquadrar-se nos limites dele e no que tem de bom". "Ele tentou fazer um golo, a equipa fez dois golos de ressalto, um para o Bas Dost, outro para o Acuña".

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL