Navio carregado de petróleo explode e 32 pessoas desaparecem

Patrice Gainsbourg
Janeiro 8, 2018

Trinta e duas pessoas seguiam desaparecidas neste domingo (7) depois de uma colisão no Mar da China Oriental entre um navio cargueiro e um petroleiro, que se incendiou após o acidente.

Entidades oficiais disseram que 30 iranianos e dois cidadãos do Bangladesh que trabalhavam no petroleiro Sanchi desapareceram depois da colisão ao largo da costa leste da China a cerca de 300 quilómetros a leste de Xangai.

Nas imagens transmitidas pela televisão estatal CCTV, via-se o navio em chamas e espessas colunas de fumaça negra.

Produção industrial cresce 0,2% em novembro, segundo o IBGE
Doze dos 24 setores pesquisados pelo IBGE apresentaram crescimento na produção na passagem de outubro para novembro. Com o resultado, o índice passou a acumular alta de 3,73% no ano.

A outra embarcação, o carrão registrado da Hong Kong CF Crystal, havia sido danificada, mas "sem pôr em perigo a segurança do navio" e todos os 21 membros chineses foram resgatados, disse o Ministério dos Transportes da China.

As autoridades marítimas chinesas enviaram oito navios para as operações de busca e resgate, que também envolvem a Coreia do Sul, com um barco da guarda costeira e uma aeronave, de acordo com a agência oficial de notícias Xinhua.

O patroleiro viajava entre o Irão e a Coreia do Sul.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL