Após prêmio no Golden Globes, James Franco é acusado de assédio sexual

Rebecca Barbier
Janeiro 9, 2018

James Franco venceu o Globo de Ouro de Melhor Ator de Comédia ou Musical pelo seu desempenho no filme 'Um Desastre de Artista'. Ele ainda não se manifestou sobre as queixas.

Durante a madrugada desta segunda-feira, 8, duas atrizes usaram suas redes sociais para acusar o ator de assédio sexual. Ele é acusado, entre outras coisas, de empurrar a cabeça de uma atriz na direção de seu pênis e de convidar uma adolescente de 17 anos para ir ao seu quarto de hotel.

Sarah Tither-Kaplan também criticou o ator na rede sociail por seu comportamento com ela em dois de seus filmes: "Hey James Franco, belo pin do Time's Up no Globo de Ouro". Os dois estariam juntos em uma viagem de carro.

It gets worse: Microsoft's Spectre-fixer bricks some AMD PCs
Intel chips going back a decade all contain a serious flaw that's prompting changes to the Linux, Windows, and macOS kernels. Another potential fix is to activate metered connections in Windows 10 which can prevent the update from installing.

Bonito broche do #TIMESUP James Franco. Depois que você já tinha sido pego fazendo isso com outra jovem de 17 anos? Na ocasião, o ator teria argumentado que a nudez não era exploração porque a colega havia assinado um contrato. Chega disso!"Ei James Franco, agora que você tem um Globo de Ouro por que não escreve uns papéis com falas e que não precisam de nudez para as várias mulheres que ficaram nuas e fizeram cenas de sexo nos seus filmes e projetos de arte?" O ator usava terno preto e um pin com o nome da campanha.

Criado por Meryl Streep e Natalie Portman, a iniciativa Time's Up é um fundo de defesa legal para assegurar apoio legal a mulher e homens que foram sexualmente assediados, abusados ou agredidos em seu local de trabalho.

Questionada pelos internautas sobre a demora em revelar a história ou sobre a opção de não tirar a roupa nos filmes, Sarah argumentou que os atores famosos poderiam acabar com a carreira dela "em um estalar de dedos". "Não tenho como dizer não, não tenho o luxo de negar trabalhos (.) Se eles escolhem abusar desse poder e tirar vantagem da minha necessidade, a culpa é dos abusadores", ressaltou. Na ocasião, ele negou as acusações e dispersou a polêmica.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL