Jorge Jesus: "Wendel ainda vai ter muitas dificuldades para apanhar o comboio"

Vincent De Villiers
Janeiro 10, 2018

"O Cova da Piedade pode sonhar em eliminar o Sporting", disse Jesus, sublinhando, por outro lado, a determinação com que os leões encaram esta competição e ambição dos jogadores em disputar o título, no Jamor.

O Sporting defronta amanhã o CD Cova da Piedade em encontro a contar para os quartos de final da Taça de Portugal e, em conferência de imprensa de antevisão ao jogo, Jorge Jesus falou de um adversário especial, da logística que impossibilitou o encontro de se realizar na Cova da Piedade e, claro, da polémica do momento em Portugal e dos reforços que já recebeu. "O Wendel, burocraticamente, não pode jogar e desportivamente muito menos. Nas minhas equipes, o atleta chegar e logo jogar é quase impossível, independentemente da qualidade individual", disse. Já estou aqui há 20 e tal anos e sempre foi assim. Ele vem de lá e é exatamente isto: "ainda vai ter muita dificuldade para acompanhar o plantel", afirmou o treinador. "Temos estado a praticar um bom futebol e os jogadores estão preparados e motivados", su-blinhou, reforçando a ideia de que o objetivo é "ganhar e fazer história", afinal chegar às meias-finais da Taça de Portugal "seria muito importante para o clube". O técnico português não entrou em euforias e garantiu que dificilmente o Sporting esteve em leilão com o PSG.

"O PSG não ficou com o Wendel porque não quis".

Principal reforço do Sporting no início do mercado de inverno na Europa, tendo custado 7,5 milhões de euros (R$ 29 milhões), Wendel ainda tem pela frente um longo caminho para percorrer no "trem" conduzido por Jorge Jesus. Isso segundo a visão do técnico Jorge Jesus.

'Pantera Negra' ganha vídeo que compara cena tradicional e em IMAX; Assista!
Quando dois inimigos conspiram para destruir Wakanda, o herói conhecido como Pantera Negra deve se juntar com o agente da CIA Everett K.

Bruno Ribeiro assumiu que toda a gente no clube - técnicos, jogadores, dirigentes e associados - preferia que o jogo se realizasse no Estádio José Martins Vieira, na Cova da Piedade, mas tal não foi possível devido à necessidade de fazer as obras obrigatórias para o recinto cumprir com o que está estipulado nos regulamentos federativos. Um campo que leva mil, duas mil pessoas não podia aceitar só adeptos do Sporting.

Jesus reconhece, contudo, que a missão do Sporting seria "mais difícil" se a partida fosse na Cova da Piedade. Não sei as dimensões do campo mas também não pode ser muito pequeno ou não poderia ser utilizado na segunda liga.

Tem uma motivação especial jogar contra o Sporting, uma equipa que jogue contra o Sporting tem que ter essa motivação. É o único desporto colectivo em que uma equipa mais fraca, em termos individuais, pode ganhar.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL