Mercados emergentes vão conduzir crescimento global em 2018, diz Banco Mundial

Oceane Deschanel
Janeiro 10, 2018

O Banco Mundial reviu em alta a previsão de crescimento de Angola para 2018, passando a antecipar uma expansão económica 0,7 pontos maior do que a estimada em junho, para 1,6% do PIB.

O relatório faz várias referências a Moçambique, salientando a alta dívida pública e o fortalecimento do metical devido ao aumento das exportações.

"Uma recuperação modesta está em curso na África subsaariana, apoiada por uma melhoria nos preços das matérias-primas", escrevem os autores do documento, que mantêm as previsões feitas em outubro no 'Africa's Pulse', o relatório exclusivamente dedicado às economias do continente africano.

Segundo as estimativas, em 2018, o crescimento nas economias avançadas deverá ser uma taxa de 2,2% "à medida que os bancos centrais removerem gradualmente sua acomodação pós-crise e o investimento atingir um ponto de estabilização".

'Deus salve o rei': Afonso lamenta morte da rainha avó
Amália revela a Diana que Virgílio não pode ficar sabendo sobre a hospedagem de Afonso em sua casa de jeito nenhum. Assim que fica sabendo por Cássio que Afonso pode estar ferido e perdido na floresta, Crisélia se desespera.

No entanto, diz o BM, "apesar do crescimento económico ter aumentado em Angola, Nigéria e na África do Sul, as três maiores economias da região, a expansão continua baixa".

O Banco Mundial prevê um crescimento de 2,4% em 2017, que se segue a um forte abrandamento para 1,3% em 2016, e para este ano a estimativa de expansão econômica aponta para 3,2%.

Já para a China a expectativa de crescimento é de 6,4 por cento neste ano e de 6,3 por cento no próximo, enquanto o PIB da Índia deve expandir 7,3 por cento em 2018 antes de acelerar a 7,5 por cento em 2019 e 2020, segundo as projeções do Banco Mundial.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL