Em 2018, Facebook priorizará amigos e reduzirá espaço para notícias

Eloi Lecerf
Janeiro 12, 2018

Em outubro do ano passado, o Facebook começou a testar em países como Guatemala e Eslováquia um feed de notícias que exibe mais conteúdo de amigos e familiares do que publicações de páginas de marcas, mídia e afins.

No seu perfil do Facebook, Mark Zuckerberg revelou que vários utilizadores consideram que a rede social dá cada vez menos importância aos momentos pessoais. Suas métricas, engajamento, conteúdo, algoritmos.

Ao recuar em posts que as pessoas tendem a consumir de maneira passiva, a alteração pode afetar organizações de mídia e empresas que usam o Facebook para compartilhar seu conteúdo. A rede social reconheceu que veículos de imprensa e empresas serão prejudicados com a mudança. "O impacto irá variar de página para página, considerando fatores como o tipo de conteúdo produzido e como as pessoas interagem com ele". É por isso que sempre colocámos amigos e familiares no centro da experiência. De acordo com executivos da empresa, é esperado que as mudanças façam as pessoas se sentirem melhor com o uso do Facebook. Com o desenvolvimento do "Marketplace", uma secção de classificados, baseada na localização, e a reformulação da aplicação de eventos, que passou a chamar-se "Facebook Local" e inclui destaques culturais, mas também restaurantes e outros eventos.

As mudança no algoritmo, embora sejam informadas pela rede social, não são detalhadas.

"Cheguei ao melhor clube português" — Rúben Ribeiro
O técnico já havia comentado que o volante ainda tem muito trabalho pela frente até ser opção no time. Já foi apresentado um dos reforços de inverno do Sporting.

As acusações se fortaleceram durante as eleições de 2016 nos Estados Unidos, quando a rede social foi acusada de ter priorizado informações enganosas e falsas nos feeds de seus usuários, influenciando o resultado das eleições que elegeram o atual presidente norte-americano Donald Trump. Zuckerberg ainda comentou que o grande aumento de postagens de editores, links de artigos e vídeo, acabou deixando o feed de notícias insatisfatório.

Concretamente, as fotos, os links e comentários publicados por amigos e conhecidos permanecerão visíveis no feed, diferentemente dos elementos procedentes de páginas que os usuários curtiram, que estarão menos presentes.

Com mais de 2 bilhões de usuários mensais, o Facebook é a maior rede de redes sociais do mundo.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL