Reajuste do mínimo ficou abaixo da inflação

Patrice Gainsbourg
Janeiro 12, 2018

A inflação menor no ano passado terá efeito nas contas do governo de 2018.

Este é o segundo ano seguido que o reajuste das aposentadorias de quem ganha acima de um salário mínimo será superior ao aumento do piso nacional, que subiu 1,81%, passando de R$ 937 para R$ 954 no dia 1º de janeiro.

O INPC é calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e se refere às famílias com rendimento mensal entre um a cinco salários mínimos.

"Cheguei ao melhor clube português" — Rúben Ribeiro
O técnico já havia comentado que o volante ainda tem muito trabalho pela frente até ser opção no time. Já foi apresentado um dos reforços de inverno do Sporting.

BRASÍLIA E SÃO PAULO - (Atualizada às 20h59) Os aposentados e pensionistas da Previdência Social que recebem mais que um salário mínimo terão o benefício reajustado em 2,07% neste ano, equivalente à alta do INPC em 2017. O salário mínimo em 2018 é de R$ 954. Isso sem falar no resíduo de 0,10% que também ficou para trás e não foi aplicado na virada de 2016 para 2017, quando o mínimo foi corrigido em 6,48% e a variação do INPC cravou os 6,58%. Pela legislação que rege os reajustes, o valor deve ser atualizado pelo INPC do ano anterior mais o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes. No caso, deveria ser considerado o PIB de 2016, que teve crescimento negativo e, por isso, não gerou parcela extra de reajuste para o mínimo. Essa é a menor correção aplicada ao salário mínimo desde 1995, primeiro ano após a criação do Real. Ao anunciar o reajuste de 1,81% no final do ano, o governo usou apenas uma estimativa de variação do índice, cujo percentual exato só foi divulgado nesta quarta-feira. O Ministério do Planejamento informou que "não está descumprindo a lei que fixa a variação do salário mínimo".

Só que as perdas foram ainda maiores para quem ganha pelo salário mínimo. O valor é inferior ao estimado anteriormente pelo governo, que era de R$ 965.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL