Tevez: "Voltei para ganhar a sétima Libertadores"

Vincent De Villiers
Janeiro 12, 2018

"Estou com saudade da adrenalina antes do jogo, das cócegas no corpo antes de subir ao campo", disse o atacante, apresentado nesta terça-feira (9). O atacante, de 33 anos, deixou claro seu objetivo no retorno a La Bombonera: conquistar o sétimo título de Libertadores da América do clube.

"Todos estamos obcecados por essa causa (Libertadores), quanto mais tempo que passa desde a nossa última conquista, mais difícil é tirar esse peso das nossas costas e ganha-la novamente, é o que queremos".

Sem sucesso, os agentes de Tevez chegaram a mudar a proposta inicial, parcelando o valor da multa rescisória nos 24 meses de contrato e transformando parte dos R$ 850 mil de salários em um vínculo de produtividade, mas nenhum clube brasileiro se interessou pelo negócio.

Ainda segundo o blog, Tevez chegou a ser oferecido ao São Paulo, Cruzeiro, Atlético-MG e Grêmio, que também descartaram o negócio por esses valores.

Reajuste do mínimo ficou abaixo da inflação
O Ministério do Planejamento informou que "não está descumprindo a lei que fixa a variação do salário mínimo ". Essa é a menor correção aplicada ao salário mínimo desde 1995, primeiro ano após a criação do Real.

De acordo com a publicação, Tevez pedia dois anos de contrato, cerca de R$ 16 milhões de luvas e um salário próximo de R$ 850 mil mensais.

O jogador começou a carreira no Boca e ficou no clube de 2001 até 2004. Vai além de se alguém foi ou se voltou, o importante é agora. "Quero aproveitar esses dois anos e depois ver se tenho combustível para seguir", projetou.

O argentino jogou apenas 17 partidas ao longo da última temporada, no Shanghai Shenhua, da China, e voltou ao Boca há apenas três dias. Pelo menos foi isso que ele deu a entender durante coletiva ao lado do lateral-esquerdo Más, outro reforço.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL