Uber chega esta quinta-feira a Braga

Patrice Gainsbourg
Janeiro 12, 2018

De acordo com a empresa, a partir desta quinta-feira, "a Uber está disponível em Braga". A Uber arranca na cidade com uma parceria do SC Braga para tornar "mais simples" as deslocações de e para o Estádio Municipal.

Com 5 mil motoristas ligados à plataforma, a Uber chega a Braga com uma parceria com o Sporting Clube de Braga, para "tornar mais simples" as deslocações de e para o Estádio Municipal de Braga, oferecendo descontos e vantagens exclusivas aos sócios do clube. O pontapé de saída é já no próximo sábado, dia 13 de janeiro, com o jogo Sporting Clube de Braga x SL Benfica a contar para a Liga NOS, no Estádio Municipal de Braga. Rui Bento não descartou a hipótese de fazer mais parcerias com mais clubes. Segundo Rui Bento, Braga era a cidade onde mais pessoas abriam a aplicação à procura do serviço de transporte de passageiros prestado através da plataforma, e permite também uma maior interligação com o Porto, onde a empresa já está presente.

Merkel otimista com acordo para governo
O consenso foi alcançado depois de 24 horas de negociações que se prolongaram durante a noite, referem fontes dos partidos citadas pela Reuters.

A Uber acrescenta que os bracarenses e visitantes passam a contar com "alternativa de mobilidade simples, segura e conveniente na cidade", que, conforme lembra Rui Bento, responsável da empresa na Península Ibérica, é uma das cidades mais populosas do país.

A aplicação da Uber foi descarregada mais de um milhão de vezes, só em 2017. Contudo, a proposta de regulamentação do Governo para legislar o transporte em veículos descaracterizados (TVDE) - nos quais se incluem as operações da Uber, Cabify, Taxify e Choffer - ainda não foi aprovada. "O espaço no mercado para novas aplicações é extremamente elevado", afirmou, acrescentando que "a Uber já não está sozinha no mercado, vai continuar a não estar e isto quer dizer que tanto os motoristas como os utilizadores terão escolha". Os parceiros têm contestado as multas de que têm sido alvo e o secretário de Estado do Ambiente, José Mendes, já disse que quando a lei fosse aprovada as multas deveriam ser perdoadas.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL