Trump pagou US$ 130 mil a atriz pornô para abafar escândalo

Patrice Gainsbourg
Janeiro 13, 2018

De acordo com o The Wall Street Journal, que teve acesso ao texto, em 2016 o acordo foi tratado pelo advogado Michael Cohen, e no documento tanto a actriz como Donald Trump e os advogados eram tratados por pseudónimos: ela era Peggy Peterson e o actual Presidente era David Dennison.

De acordo com o relato das reportagens, Trump se encontrou com Stephanie Clifford, que usava o nome de Stormy Daniels nos filmes pornográficos, em um evento de golfe em 2006. Ainda segundo o Wall Street Journal, o encontro sexual foi consensual. A equipe de Trump se recusou a responder quaisquer outras questões sobre acordos ou pagamentos envolvendo a Daniels ou se o agora presidente dos EUA teve alguma consciência do acordo.

Em nota, a Casa Branca classificou as reportagens como "velhas e reciclagens de material antigo, que já foi devidamente negado durante as eleições". Ela também negou ter tido envolvimento com o presidente americano.

"Esta é agora a segunda vez que vocês estão levantando alegações estranhas contra meu cliente. Vocês conseguiram perpetuar essa falsa narrativa por mais de um ano; uma narrativa que vem sendo negada consistentemente por todas as partes desde 2011", afirmou Cohen.

RedeTV News recebe o pré-candidato à Presidência, Jair Bolsonaro
Flávio teria dito estar fora do país, podendo esclarecer as dúvidas somente quando voltar ao Brasil, em duas semanas. A assessoria de Carlos disse que seu patrimônio é modesto e igual há vários anos.

O pacto, segundo o jornal, foi assinado pelo advogado pessoal de Trump, Michael Cohen, e obriga a atriz a não comentar em público sua relação com Trump. O artigo acrescentou há indícios de outro caso com uma ex-modelo da Playboy, para quem US $ 150.000 teriam sido pagos de modo a manter o silêncio sobre o passado com Trump.

Nessa altura, segundo o jornal, Stephanie Clifford, de 38 anos, estava a preparar a divulgação da história no programa Good Morning America, da estação de televisão ABC, e negociava também os direitos com a revista Slate.

Na época, Trump já era casado com Melania havia mais de um ano.

Segundo o WSJ, Cohen fez o pagamento ao advogado de Clifford, Keith Davidson. Na época, Daniels disse a E! O veículo pertence à News Corp, a mesma organização que controla o New York Post e Fox News, este último claramente de inclinação pró-governista.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL