Ceará está entre áreas sem casos de febre amarela

Oceane Deschanel
Janeiro 14, 2018

Com isso, o número total de pessoas no estado que devem ser vacinadas em curto prazo passa de 6,3 milhões em 52 municípios, público previsto para a mobilização emergencial de fevereiro com doses fracionadas, para 7,3 milhões de 53 cidades, pois a capital agora está incluída para ser atendida com o reforço enviado. Em 2017, foram 9.640 doses.

As informações sobre dose fracionada podem ser encontradas na Página do Portal da Saúde www.saúde.gov.br, onde se encontram todas as informações sobre a doença, informe epidemiológico, mapa com a área de recomendação da vacina e orientações para gestores, profissionais de saúde e população.

A inclusão de novas áreas brasileiras entre os locais com recomendação de vacinação contra febre amarela deve ampliar a demanda pelo medicamento em todo o País. Até o momento houve 40 casos autóctones (quando a vítima é infectada no local onde mora) de febre amarela silvestre confirmados em 18 municípios, entre eles Atibaia, Itatiba e Mairiporã. A vacina, depois de aberta, terá que ser fracionada e usada em até seis horas. "No Rio de Janeiro e em São Paulo, onde vão ter que vacinar toda a população, são milhões de doses", explica.

Apesar do envio das doses adicionais para São Paulo em função das filas extensas, o slogan da campanha do governo prega a racionalidade na vacinação: "Informação para todos, vacina para quem precisa".

Dakar - 6.ª etapa: novo vencedor e novo líder
O colega de equipa e compatriota Cyril Despres, já arredado da corrida pela vitória, parou para ajudar Peterhansel. Kevin Benavides, da Honda, assumiu a ponta depois de Adrien van Beveren ter ter terminado 3min27s atrás.

A coordenadora esclarece que as vacinas aplicadas em Fortaleza não são fracionadas, a exemplo das que serão adotadas nas campanhas de imunização em São Paulo, na Bahia e no Rio de Janeiro entre fevereiro e março deste ano.

Os moradores dessas cidades, caso recebam a dose fracionada, mas decidam viajar a um país que exija o certificado internacional de vacina contra a febre amarela, precisam tomar a dose padrão, segundo a agência. Grupos específicos receberão a dose integral, tais como crianças de nove meses a dois anos, pessoas imunodeprimidas (com HIV, após tratamento de quimioterapia, entre outras condições), gestantes e viajantes internacionais.

Quanto à morte e o adoecimento de primatas, como macacos e bugios, houve 2.491 casos desde julho de 2016, e a febre amarela foi confirmada em 617 animais.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL