Governo Federal não vai vender controle da Embraer à Boeing

Patrice Gainsbourg
Janeiro 14, 2018

A Embraer já está fazendo a primeira parte do início das questões legais, ela avisou na segunda-feira para a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que não planeja tirar o controle do Governo Brasileiro, dessa forma a fabricante facilita a aprovação do governo em relação aos negócios da Boeing, apesar que o Ministério de Defesa ainda pede esclarecimentos sobre as negociações que envolvem a divisão de defesa da Embraer.

Nesta semana a Embraer iniciou uma espécie de assessoria dos bancos Citi e Goldman Sachs para prosseguir com a compra de ações pela Boeing, iniciando dessa forma a parceria anunciada pelas empresas no final de 2017. A empresa brasileira negocia uma parceria com a fabricante americana de aviões Boeing. Aos executivos da companhia, ele voltou a dizer que a manutenção do controle acionário da empresa pelo Brasil é uma questão de "soberania nacional".

"O governo não cederá o controle acionário da Embraer". Ponto. Garantir o interesse nacional é fundamental.

Cantora Marília Mendonça tem parte dos bens bloqueados judicialmente
Segundo informou a assessoria da artista, a cobrança é indevida já que as apresentações foram canceladas "por força da natureza". O concerto marcado inicialmente para o dia 3 de fevereiro de 2017 precisou ser cancelado devido a fortes chuvas na região.

"A essência é garantir o interesse nacional e a partir daí xenofobia não vale à pena porque de repente a gente perde o bonde da história".

Questionado sobre informação publicada hoje pelo Valor de que a venda do controle da Embraer para a Boeing pode ser concretizada se Michel Temer autorizar a operação por meio de decreto, ele não respondeu. "Toda parceria é bem-vinda". O encontro tratou do plano de ações integradas para 2018 e terminou com a assinatura de um protocolo de intenções. "E pode perder um boa oportunidade", disse o ministro.

Rio de Janeiro - A Petrobras já obteve junto ao órgão ambiental federal Ibama autorização para instalar cinco das sete plataformas previstas para entrar em.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL