Jair Bolsonaro diz que usou auxílio-moradia para "comer gente"

Patrice Gainsbourg
Janeiro 14, 2018

Questionado se usou o dinheiro do benefício para comprar seu apartamento, ele respondeu: "Como eu estava solteiro naquela época, esse dinheiro de auxílio-moradia eu usava pra comer gente. Se meu filho assaltar um banco ou ganhar na Mega Sena agora, é problema dele, não é meu". "Chegando lá em janeiro, acabando o recesso [parlamentar], vou pedir o apartamento funcional, inclusive tem mais ou menos 60m2 o meu apartamento, vou passar para um de 200m2, espero que pegue com hidromassagem, ok?"

"Daqui a pouco vão querer pegar minha mãe, com 91 anos de idade". Começar a levantar a vida dela.

Lembrado já disse ter sonegado impostos, Bolsonaro justificou que foi a situação foi um "desabafo" e que de agora em diante tratará desse episódio apenas como um deslize. É a resposta que você merece (...) O dinheiro que entra do auxílio-moradia eu dormia em hotel, eu dormia em casa de colega militar em Brasília, o dinheiro foi gasto em alguma coisa ou você quer que eu preste continha: olha, recebi R$ 3 mil, gastei R$ 2 mil em hotel, vou devolver mil, tem cabimento isso?

O pré-candidato a presidência negou ainda qualquer irregularidade no aumento de seu patrimônio.

Ex-BBB Emilly é reprovada em testes e Globo não renova contrato
Em dezembro venceu o contrato dela com a Globo e a emissora não quis renovar e assim, a vida de Emilly Araújo mudou completamente. De acordo com a colunista Keila Jimenez, as duas foram vistas com bons olhos pela Globo .

- Quando eu falei que sonegava. quem hoje em dia e no passado nunca se indignou com a sua carga tributária? Tanto é que não vai ter dinheiro para vocês da imprensa, que faz essa imprensa fake news como vocês aí. Segurança particular, quem quer ter saúde, tem que colocar o filho em escola particular...educação. Foi um desabafo, e desabafo hoje de novo também. "O povo, como um todo, só não sonega o que não pode, e é uma verdade isso daí". Em entrevista à Folha, ele se defendeu e disse isso era um "desabafo" em representação do povo.

Bolsonaro também disparou uma série de críticas à Folha e à imprensa.

As transações da residência onde Bolsonaro reside, na Barra da Tijuca, há indícios de que houve uma operação suspeita de lavagem de dinheiro, segundo os critérios do Coaf (Ministério da Fazenda) e do Conselho Federal dos Corretores de Imóveis (Cofeci). Afinal de contas, aquela mamata de vocês, de milhões ao longo do governo do PT, aquela mamata da Folha vai deixar de existir. "Dinheiro não é para dar para vocês da imprensa desinformar, publicar mentiras ou meias verdades, o dinheiro público é para anteder à população, não para atender vocês", disse. Pode ter certeza. Vocês da Folha desistam. "Sai fora que vocês não vão ter resposta nenhuma".

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL