Ex-namorado de Suzane Richthofen, Daniel Cravinhos deixa prisão

Patrice Gainsbourg
Janeiro 17, 2018

Ele agora integra o regime aberto e cumprirá o resto da pena em liberdade.

Daniel Cravinhos, condenado a 39 anos de prisão pela morte dos pais da ex-namorada Suzane Richthofen, foi beneficiado com regime aberto e deixou na tarde de terça-feira (16) a penitenciária em Tremembé, no interior de São Paulo.

Ele deixou a unidade, conhecida por abrigar detentos de casos de grande repercussão, às 16h35, conforme apurou o G1. Além disso, Daniel teve bom comportamento durante o tempo que ficou preso. Ele foi condenado em 2006 junto com o irmão, Christian Cravinhos, que teve em agosto do ano passado o regime aberto concedido pela Justiça.

Ele cumpriu 16 anos de prisão, tendo sido abatido dois por conta de trabalhos realizados na prisão.

Médico confirma que Trump é obeso
Em conclusão, Donald Trump deverá permanecer saudável até ao final do seu actual mandado como Presidente dos Estados Unidos. Jackson não pretendia inicialmente realizar qualquer exame mental ao Presidente, mas o próprio Trump terá insistido.

Daniel era namorado de Suzane quando o crime foi cometido e foi condenado como autor da execução de Manfred e Marisia von Richtofen.

A advogada dele, Mônica Silva, foi procurada pelo G1 e confirmou apenas que o cliente deixou a prisão. Daniel casou enquanto estava preso, em 2016. Em dezembro do ano passado, Suzane recebeu autorização da Justiça para estudar dentro do presídio.

Já Suzane segue na penitenciária feminina de Tremembé, no regime semiaberto.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL