Justiça acusa mais de mil jovens por partilharem vídeo de sexo — Dinamarca

Patrice Gainsbourg
Janeiro 19, 2018

As autoridades dinamarquesas acusaram mais de mil jovens por partilharem, através do Facebook Messenger, um vídeo de dois adolescentes de 15 anos a fazerem sexo. Os jovens são acusados de "distribuir material sexualmente explícito" de dois menores de 18 anos.

O Facebook detetou a partilha deste vídeo e alertou as autoridades norte-americanas, que por sua vez contactaram as autoridades na Dinamarca.

Flemming Kjaerside, da unidade de cibercrime daquele país, explicou também que a condenação de um crime do género pode ficar no registo criminal até 10 anos, o que "poderá trazer consequências graves para o futuro". Como os adolescentes que aparecem no vídeo são menores, a polícia dinamarquesa admite ainda que a acusação pode se agravar para a distribuição de imagens explícitas de crianças.

Governo deposita nesta quinta o antepenúltimo lote do Abono Salarial de 2016
No total, já foram pagos R$ 8,11 bilhões dos R$ 16,9 bilhões disponíveis no atual calendário do PIS/Pasep. Já os servidores públicos com inscrição terminada no número 5 vão sacar o dinheiro no Banco do Brasil.

O caso terá ocorrido no Outono de 2017. Os jovens acusados podem ser condenados a passar alguns dias na prisão. Dos jovens que partilharam o vídeo, os maiores de idade foram chamados para prestar declarações.

Numa altura em que o problema do chamado "revenge porn" afecta cada vez mais jovens, as autoridades dinamarquesas pretendem com estas acusações passar um claro sinal de alerta: vídeos sexualmente explícitos não devem ser partilhados nas redes sociais.

Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL