Mineiros poderão receber mensagens de alerta de desastres naturais

Judith Bessette
Janeiro 19, 2018

Esta é a quarta fase de implantação do serviço, que já está em funcionamento nos estados do Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul.

O ministro acrescenta que "com a informação, com a tecnologia, podemos poupar vidas e diminuir todos os impactos dos desastres naturais que acontecem pelo Brasil".

Desde fevereiro do ano passado, cerca de 2 milhões de cidadãos já se cadastraram e foram encaminhadas 25 milhões de mensagens de alerta. No caso de mais de um CEP, deverá ser enviada uma mensagem para cada endereço. O texto enviado será: "Defesa Civil Nacional informa: novo serviço de envio de SMS gratuito com alertas de áreas de riscos".

O diretor do Centro de Gerenciamento de Riscos e Desastres da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Cenad/Sedec), Élcio Barbosa explica que "a população recebe a mensagem informando o que irá acontecer e quais ações ela deve tomar a fim de evitar que as pessoas sejam atingidas por esses desastres". Basta responder ao SMS informativo sobre a ativação em seu estado com o CEP de sua casa (ou do lugar que deseja saber a situação em tempo real).

Ao fim do cadastro, o usuário é informado que o celular está apto a receber alertas de inundações, alagamentos, temporais, perigo de deslizamentos de terra, entre outros, e recomendações da Defesa Civil. Podem ser cadastrados vários CEPs para um mesmo número de celular.

Há um novo desafio na Internet que já motivou alerta da PSP
Na imprensa internacional lê-se que " as cápsulas atraem as crianças " por " cheirarem bem e serem coloridas ". No entanto apenas agora a tendência começou a ser diversificada pelas rede sociais.

Helder Barbalho explica que os alertas serão produzidos e enviados pelo Cenad, em parceria com os órgãos de Defesa Civil estadual e municipal, assim que forem identificadas situações de risco que possam acarretar desastres naturais.

As operadoras de telefonia vão enviar mensagem para usuários, que deverão responder ao SMS para estar inscritos.

O coordenador-adjunto da Defesa Civil orienta que, ao receber o alerta, a população não deve entrar em pânico, mas ficar atento às informações para agir preventivamente.

De acordo com a agência, a previsão é que até o mês de março o serviço já esteja funcionando em todo o país.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL