Maior hotel de Cabul atacado por rebeldes armados

Patrice Gainsbourg
Janeiro 21, 2018

Cinco pessoas morreram e 6 ficaram feridas em um ataque ao luxuoso Hotel Intercontinental de Cabul neste sábado (20) após um grupo armado invadir o local. O porta-voz do Ministério do Interior, Najib Danish, disse que a cozinha foi incendiada e que agentes de segurança estariam trocando tiros com os invasores em pelo menos dois andares do prédio. Segundo informações da agência TOLOnews, um intenso tiroteio ocorreu na região em torno do hotel. Nenhum grupo assumiu responsabilidade pelo ataque.

Desde o fim da missão de combate da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em janeiro de 2015, o governo afegão vem perdendo terreno para os insurgentes e controla apenas 57% do país, segundo o Inspetor Especial Geral para a Reconstrução do Afeganistão (Sigar, sigla em inglês) do Congresso dos Estados Unidos.

Segundo explicou entretanto o porta-voz da polícia de Cabul, Basir Mujahid, um dos insurgentes sacrificou-se na entrada do hotel para facilitar a entrada dos companheiros no recinto.

Brexit: Parlamento britânico aprovou lei do governo para saída da União Europeia
Os políticos afirmam ainda que, se o Brexit não for satisfatório para os jovens, não será sustentável. Esta eventualidade foi excluída pela primeira-ministra conservadora, Theresa May.

O ataque começou por volta das 21 horas de sábado (horário local, 14h30 em Brasília), e terminou por volta das 9h de domingo (2h30 em Brasília).

Segundo uma fonte da segurança, os atacantes atearam fogo ao quarto e antepenúltimo andar do edifício antes de se barricarem no segundo.

Em declarações à agência AFP, uma testemunha confirmou que ouviu "tiros no primeiro andar", confessando estar "escondido nos quartos", apelando a que a "ajude chegue rapidamente". "Imploro para as forças de segurança que nos resgatem o quanto antes, para que eles não nos alcancem e nos matem", disse.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL