TRF-4 vai transmitir julgamento de Lula pelo Youtube

Judith Bessette
Janeiro 22, 2018

No julgamento, marcado para começar às 8h30, da próxima quarta-feira (24), em Porto Alegre, a defesa do ex-presidente tentará convencer os magistrados de que Lula não cometeu o crime de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá. Estamos profundamente preocupados com as crescentes evidências de flagrantes violações dos direitos de Lula ao devido processo legal e com o que parece ser uma campanha de perseguição judicial politicamente motivada, destinada a minar sua tentativa de reeleição no final deste ano.

O julgamento no TRF-4 está sendo visto como definitivo, já que, se condenado em segunda instância, Lula pode ser considerado inelegível e até ser preso, desde que já tenham sido julgados todos os recursos a serem apresentados no próprio tribunal.

Ainda assim, Jardim ressaltou haver "muito discurso agressivo prometendo ações ilegais". "Se for ação física e ilegal, reitero, as forças de segurança cumprirão seu papel legal", afirmou. Imediatamente, ele se dirige para o ato na Esquina Democrática, podendo ou não seguir até o local do acampamento junto à área do Anfiteatro Pôr do Sol. Na véspera do julgamento, um ato está sendo convocado para o Parque Moinhos de Vento, o Parcão, espaço usual de protestos em apoio à Lava Jato em Porto Alegre. Também haverá homens da Polícia Rodoviária Federal (PRF) monitorando as estradas de acesso ao estado. Já os grupos favoráveis à condenação de Lula têm optado por manifestações mais discretas.

Resultado da Dupla-Sena: concurso deste sábado vem com R$ 1.2 milhões
O sorteio foi realizado às 20h (horário de Brasília), na cidade de Itupeva, interior de São Paulo. A Mega-Sena sorteada neste sábado (20/11) teve as seguintes dezenas retiradas: 01-09-14-20-25-54.

Na tarde de quinta-feira (18), o TRF4 confirmou que o julgamento terá transmissão ao vivo pela internet.

Em julho de 2017, Lula foi condenado a uma sentença de quase 10 anos de prisão pelo juiz federal de primeira instância Sergio Moro, quem, sob o quadro legal atípico do Brasil, também exerceu o papel de procurador-chefe no caso de Lula. O ex-Presidente tem reafirmado que as acusações são o resultado de uma perseguição política e judicial que visa impedir o seu regresso à Presidência. Segundo o documento, mais de 49% dos casos foram concluídos em menos de 150 dias - no caso do ex-presidente, a demora será de 127 dias.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL