É a quinta atriz porno a morrer em três meses — Mais uma

Rebecca Barbier
Janeiro 23, 2018

Com esta morte, cujos contornos ainda estão por explicar, Olivia tornou-se a quinta estrela pornográfica a morrer em pouco mais de dois meses, apesar de não existir, oficialmente, uma relação entre as mortes das outras mulheres que perderam a vida nos EUA e Canadá.

"Muitos comentários foram feitos recentemente sobre o número de estrelas de filmes adultos que morreram no último ano e, com grande tristeza, devemos informar que a lista aumentou", lê-se no comunicado que informa sobre a morte de Olivia Lua.

Foi a mesma agência que revelou que a atriz morreu numa clínica de reabilitação, em Hollywood, depois de ter sofrido uma recaída há cerca de uma semana, de acordo com o jornal The Sun. Soubemos hoje (quinta-feira) que a Olivia Lua morreu esta manhã.

A agência adiantou que a atriz já não trabalhava desde outubro "devido a questões pessoais que a fizeram ir para uma clínica de reabilitação".

Três dias antes de morrer, Olivia publicara um tweet que deixou os fãs curiosos, mas ninguém previa o defecho trágico. A causa da morte também não foi confirmada.

Papa pede desculpas às vítimas de abuso sexual
Mas pediu desculpa às vítimas por ter usado a palavra "provas" e por as ter magoado. Quinta-feira, o Papa reafirmou a sua confiança no bispo de Osorno, D.

Segundo o site XBiz, família e amigos tinham-se mostrado preocupado com a quantidade de medicamentos prescritos a Olivia e com o perigo que estes representavam, caso fossem misturadas com drogas recreativas ou álcool.

Olivia Nova foi a quarta atriz pornô encontrada morta desde novembro.

Seja sempre o primeiro a saber.

Descarregue a nossa App gratuita.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL