Internacional - Política: Donald Trump completa um ano no poder com governo paralisado

Patrice Gainsbourg
Janeiro 23, 2018

Porém a Casa Branca se recusa a negociar uma extensão do programa que beneficiou os "dreamers" durante o governo de Barack Obama.

Se a paralisação do governo se confirmar, Washington deve enfrentar uma segunda-feira com museus e escritórios do governo fechados.

A proposta apresentada pelos republicanos, que a Câmara conseguiu aprovar na quinta-feira (18), dotava o governo de fundos até 16 de fevereiro, prolongando assim o prazo de negociação entre democratas e republicanos para o orçamento definitivo.

Trump tinha previsto viajar para Flórida com o objetivo de comemorar a data com uma grande festa em sua mansão Mar-a-Lago, em Palm Beach, mas teve que cancelar o voo e ficar em Washington diante da possibilidade de um iminente fechamento de governo, o que realmente ocorreu.

Até o metrô teve pouco movimento, já que muitos funcionários não essenciais foram dispensados e não vão receber salário pelos dias não trabalhados.

Além da pressão dos democratas ao governo de Trump; o "xis" da questão do atual fechamento está no futuro dos aproximadamente 800 mil jovens indocumentados conhecidos como "sonhadores".

Anitta anuncia que vai cantar música para crianças em 2018
Divulgando seu novo trabalho, com foco no público infantil, um internauta se empolgou e pediu mais lançamentos para a funkeira. Horas depois da notícia dada pelo jornalista, Anitta foi ao Twitter para esclarecer as preocupações de seus fãs mais velhos.

No entanto, Trump ameaçou dar a ordem para os republicanos ativarem a chamada "opção nuclear", quando é feita uma mudança regimental para garantir a aprovação de um projeto por maioria simples (51 votos). Mas não deram o braço a torcer. Este é um comportamento de perdedores obstrucionistas, não de legisladores - diz a nota a Casa Branca.

O Senado norte-americano vai prosseguir as negociações sobre um orçamento provisório, prevendo-se para esta segunda-feira a votação de um eventual acordo que permita reabrir a administração federal, encerrada parcialmente deste sexta-feira, na véspera do primeiro aniversário da administração de Donald Trump.

Sondagens recentes mostram que a maioria dos cidadãos norte-americanos vê Trump como uma figura controversa e questiona mesmo a capacidade dele para exercer o cargo.

O líder da bancada democrata, Chuck Schumer, zombou de seus adversários no domingo à noite ao recordar que esta é a primeira vez que a administração federal paralisa quando a Casa Branca, a Câmara de Representantes e o Senado estão nas mãos de um mesmo partido.

- A chegada à Presidência dos Estados Unidos de Donald Trump, que neste sábado completa um ano, mexeu com os princípios do Partido Republicano como o livre-comércio e a globalização em um momento no qual, paradoxalmente, os conservadores gozam de um poder não visto em anos.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL