SP fecha Zoólogico, Safári e Jardim Botânico — Febre amarela

Oceane Deschanel
Janeiro 23, 2018

Após a morte de um macaco bugio de febre amarela na Zona Sul de São Paulo, a Secretaria Estadual da Saúde informou que fechou, temporariamente, o Zoológico, o Zoo Safari e o Jardim Botânico. O bugio que teve febre amarela foi encontrado em 10 de janeiro perto do bosque das aves africanas, dentro do próprio zoológico, embora fosse um "animal de vida livre".

De acordo com a secretaria de Saúde da gestão Alckmin (PSDB), o fechamento é temporário. Em decorrência da morte do macaco, os distritos de Jabaquara, Cidade Ademar, Cursino e Sacomã foram incluídos na campanha de vacinação fracionada prevista para ter início na quinta-feira (25).

Inicialmente a campanha seria realizada em 16 distritos: Campo Limpo, Capão Redondo, Cidade Dutra, Grajaú, Jardim São Luís, Pedreira, Socorro e Vila Andrade, na Zona Sul; e Cidade Líder, Cidade Tiradentes, Guaianazes, Iguatemi, José Bonifácio, Parque do Carmo, São Mateus e São Rafael, na Zona Leste. O parque aloja nascentes do histórico riacho do Ipiranga e exibe mais de 3.000 animais, entre mamíferos, aves, répteis, anfíbios e invertebrados.

Desde janeiro de 2017, o estado de São Paulo já registrou 81 casos de contágio de febre amarela silvestre. Todas as 17 famílias de bugios do Horto foram exterminadas. Os casos registrados da doença em humanos foram contraídos em outros municípios.

Facebook vai contar com o apoio dos usuários para combater fake news
Depois de anunciar mudanças no feed de notícias , a empresa agora quer a ajuda dos usuários para classificar fontes confiáveis. Quem irá decidir a qualidade das fontes de informações será o público por meio de pesquisas, disse o fundador do Facebook.

Nesses casos, será administrada a dose fracionada da vacina contra febre amarela. Alckmin afirmou ainda, nesta terça, que a reabertura dos parques ocorrerá dez dias após a imunização de toda a região sul da capital.

Metade dos casos foi contraída na cidade de Mairiporã, 11,1% em Atibaia e 6% em Amparo.

Com as novas inclusões, o público que o governo estadual espera imunizar contra a febre amarela subiu para nove milhões de pessoas em 54 municípios.

Apenas a Bahia manterá a campanha entre 19 de fevereiro e 9 de março em oito cidades, incluindo Salvador.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL