Ambiente: António Guterres alerta para "risco de perder" luta das alterações climáticas

Patrice Gainsbourg
Fevereiro 21, 2018

O Instituto Superior Técnico tinha anunciado, em janeiro, a decisão de atribuir o título honorífico a António Guterres com base no "percurso académico excecional" do antigo aluno, que se licenciou em engenharia eletrotécnica em 1971.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres, fez um pedido nesta segunda-feira por regras globais que minimizem o impacto da guerra eletrônica sobre civis, já que ciberataques parecem ser o futuro das guerras.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, alertou hoje para a existência de "episódios de ciberguerra entre Estados de forma mais ou menos escondida" e defendeu a criação de um "esquema regulatório" para evitar "riscos que são reais".

Marcelo Rebelo de Sousa referiu-se a Guterres como "a personalidade de longe mais qualificada" da sua geração, e manifestou o seu reconhecimento "em nome de todos os portugueses".

Mais tarde, em 2003, depois de ter deixado o cargo de primeiro-ministro, foi professor convidado do IST, antes de assumir funções durante dez anos, entre 2005 e 2015, como Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados.

Aos 91, Rainha Elizabeth foi ao primeiro desfile de moda — Fofura
A rainha assistiu ao desfile do jovem designer Richard Quinn , que apresentou tecidos coloridos e lenços que parecem imitar o estilo de Isabel II.

Face à inexistência de regras que limitem os danos materiais e as perdas humanas, o secretário-geral disponibilizou as próprias Nações Unidas como plataforma que poderá intermediar os trabalhos de políticos, cientistas ou militares na elaboração das novas regras para uma nova tipologia de guerra que não está contemplada por convenções como a de Genebra.

"Temos obrigação fundamental de tudo fazer para inverter esta aceleração em que as alterações climáticas continuam a correr mais depressa do que nós", acrescentou, destacando que se não há boas notícias no plano politico graças os engenheiros existe uma "extraordinária evolução ao nível das energias alternativas".

António Guterres advertiu que a humanidade corre "o risco de perder esta corrida" e frisou a necessidade de um compromisso coletivo e "de uma ambição acrescida" para a concretização dos acordos internacionais no domínio das alterações climáticas.

O Presidente da República considerou que a atribuição do doutoramento é uma "justíssima homenagem", e disse que o secretário-geral da ONU foi "o governante mais consensualmente amado desde sempre em democracia".

"Falta ambição suficiente para aplicar os Acordos de Paris e para assumir que estes compromissos não são suficientes", salientou Guterres.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL