Dívida pública afundou para 126,2% do PIB em 2017

Judith Bessette
Fevereiro 22, 2018

A informação divulgada mostra que o peso da dívida na economia atingiu o valor mais elevado de sempre no final em março de 2014 altura em que se situou em 133,0% do PIB.

De acordo com o Boletim Estatístico de fevereiro do banco central, o peso do endividamento público na economia situou-se nos 126,2% no final de 2017, 3,9 pontos percentuais abaixo dos 130,1% registados em dezembro de 2016, e em linha com as previsões do Governo.

"Este aumento traduziu-se, essencialmente, na aquisição pelo setor financeiro de títulos de dívida emitidos por não residentes e na redução do passivo externo das administrações públicas", refere, destacando que em 2017 foram efetuados reembolsos antecipados de 10.013 milhões de euros (dos quais 1.001 milhões de euros em dezembro) ao Fundo Monetário Internacional (FMI), no âmbito do Programa de Assistência Económica e Financeira.

Uber deixa de funcionar em alguns celulares; confira quais
Afinal, um dos executivos da Microsoft disse que o sistema não está mais nos planos da empresa. Más notícias para quem usava - e vamos frisar o "usava" - o app do Uber em seu Windows 10 .

Trata-se de uma das maiores quedas dos últimos anos e é necessário recuar a 2012 para encontrar um ano em que o peso do endividamento do Estado na economia era inferior aos 126,2% agora divulgados.

A comparação entre todos os meses de Dezembro permite concluir que a queda no peso da dívida pública no PIB em 2017 foi o maior de sempre. Face ao máximo histórico de 132,8% do PIB atingido em Setembro de 2016 (só existem valores em percentagem do PIB nos meses de final de trimestre), a queda totaliza 6,6 pontos percentuais. Os dados do Banco de Portugal recuam até 2007 e desde esse ano apenas por duas vezes a dívida pública recuou. Para este ano, o Ministério das Finanças estima que a dívida volte a cair, para os 123,5% do PIB português.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL