Conflito de polícia basca com russos mata um policial em Bilbao

Vincent De Villiers
Fevereiro 23, 2018

Antes da partida, durante violentos confrontos entre adeptos das duas equipas, um polícia de intervenção da Ertzaintza, o corpo policial do País Basco, morreu. Ele passou mal após alguns fogos de artifício serem atirados em sua direção pelos torcedores russos.

O morto é Inocendio Alonso García, de 50 anos e natural de Ermua (Vizcaya), que pertencia à Ertzaintza (polícia autônoma basca) e chegou a ser levado com vida para o Hospital de Basurto, mas não resistiu.

A entidade máxima do futebol mundial lamentou a morte do policial e enviou suas condolências à família da vítima. E o que os políciais estavam prevendo virou realidade.

Rússia confirma doping de atleta do curling nos Jogos
Em um comunicado, o Comitê Olímpico da Rússia lamentou o ocorrido e destacou que Krushelnitskiy usou a substância apenas uma vez. A utilização em larga escala de substâncias dopantes contava com a conivência de órgãos regulamentadores russos.

Uma grande confusão tomou conta dos arredores do estádio San Mamés, em Bilbao, antes do confronto entre Athletic Bilbao e Spartak Moscou, pela Liga Europa.

Pelo menos cinco pessoas foram detidas e ainda não é conhecido o número de feridos. Segundo o jornal "Marca", mais de 200 russos iniciaram o confronto, lançando paus, garrafas de vidro e bolinhas de golf nos torcedores espanhóis.

Mais tarde, em campo, os donos da casa garantiram a classificação para as oitavas de final mesmo com a derrota por 2 a 1 já que haviam vencido os russos no duelo de ida por 3 a 1, fora de casa.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL