'Não serei candidato', diz Michel Temer sobre eleições presidenciais

Patrice Gainsbourg
Fevereiro 23, 2018

O governo chegou a convocar a imprensa para afirmar que a intervenção não tem caráter eleitoral. A minha intenção de hoje vai alongar-se pelo tempo todo. Quem será escolhido só será definido entre maio e junho.

Na entrevista, quando questionado sobre o impacto da intervenção militar nas eleições deste ano, Temer disse que a ação no Rio de Janeiro não foi uma decisão eleitoreira.

Auxiliares próximos do presidente, no entanto, tem cogitado a hipótese de o próprio Temer ser candidato, apesar da baixa popularidade e das intenções de voto em torno de apenas 1 por cento na pesquisas.

O modelo da intervenção será definido na próxima semana pelo general Walter Souza Braga Netto, designado pelo Governo como "interventor" e agora responsável pela segurança pública no Rio de Janeiro. "É uma jogada de mestre, mas não é eleitoral".

Star Wars | Mark Hamill ganhará estrela na Calçada da Fama
Mais recentemente, ele apareceu em Kingsman: Serviço Secreto e interpreta o Coringa em animações e jogos. Atualmente, Hamill está na telona com o último filme da série Star Wars , 'Os Últimos Jedi'.

Apesar da negativa de Temer, o chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun, apoiou; em entrevista à revista semanal de ultradireita Veja divulgada nesta sexta-feira; como "necessária" uma candidatura de Temer.

O presidente disse que não tem preocupação em ficar sem o foro privilegiado. "Eu não sou candidato", afirmou.

O Presidente do Brasil, Michel Temer, negou esta sexta-feira várias conjeturas sobre a possibilidade de se apresentar nas próximas eleições presidenciais, a realizar em outubro, afirmando que "não é e não será candidato". Após a publicação Elsinho divulgou nota à imprensa para ressalvar que as opiniões são dele, e não do Planalto, porque ele não fala pelo governo.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL