Arthur Neto desiste da candidatura a presidência

Patrice Gainsbourg
Fevereiro 25, 2018

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, disse à Folha de São Paulo (leia matéria) nesta sexta-feira, 23, que não vai mais participar das prévias do PSDB para a escolha do candidato do partido a presidente da República, numa disputa com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

A decisão de Virgílio consagra, virtualmente, a candidatura presidencial de Alckmin pelo PSDB.

"Participar de uma fraude, eu não vou, não". Por mais que eu soubesse que eu poderia [disputar], seria uma coisa menor, só para criar constrangimentos para ele [Alckmin]. "Conheci um dos homens públicos menos sinceros e mais capazes para a desfaçatez e fingimento em 40 anos de vida pública".

Conmebol define data de sorteio para Copa América de Futebol Feminino
A Conmebol anunciou nesta sexta-feira que a Libertadores passará a ter final disputada em jogo único a partir de 2019. A ideia é que a final seja disputada sempre em um sábado, em horário nobre, como ocorre na Champions League.

"É preciso abrir a discussão sobre desigualdades regionais, sobre o partido, hoje condenado e execrado pela população". O prazo para os tucanos se inscrevam nas prévias do partido vão até o dia 5 de março, mas até o momento, não há candidatos além de Alckmin.

A resolução estabelece ainda que o partido bancará as passagens aéreas e deslocamentos por carros usados pelos pré-candidatos para fazer campanha entre os filiados.

"Eu não tenho esse dom de penetrar consciências, espero que não tenha sido essa a motivação, mas, efetivamente, a grave situação no Rio de Janeiro", disse o governador tucano. "Geraldo assumiu todo o seu lado de mediocridade, o lado de uma pessoa limitada, que até as piadas que conta são meio jeca", afirmou Virgílio.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL