Ceará cria 1,6 mil empregos formais em janeiro

Oceane Deschanel
Março 2, 2018

"Os dados do Caged mostram que as medidas tomadas pelo governo para recuperação da economia e dos empregos foram acertadas e estamos no caminho certo", avalia o ministro do Trabalho em exercício, Helton Yomura.

Os dados do Ministério do Trabalho apontam que houve abertura de vagas em seis dos oito setores da economia no começo deste ano.

Assim como no restante do Brasil, o comércio foi o setor que mais demitiu em janeiro, quando encerrou 8.900 postos de trabalho no estado.

Outro resultado positivo veio do setor de serviços, que abriu 579 postos de trabalho no Estado, fruto da admissão de 13.623 profissionais e demissão de outros 13.044 trabalhadores. Já em dezembro, mês tradicionalmente ruim para as contratações, foram eliminados 15.578 postos.

Os melhores desempenhos de serviços foram dos subsetores do comércio e administração de imóveis e valores mobiliários (22.926 vagas) e subsetor de serviço de alojamento, alimentos, reparação e manutenção (9.827).

Tiveram aumento de vagas ainda a Agropecuária (+15.633 postos) a Construção Civil (+14.987 postos) e os Serviços Industriais de Utilidade Pública (+1.058 postos). Por outro lado, fecharam postos de trabalho em janeiro os setores do comércio (-48.747), extrativa mineral (-351) e administração pública (-802).

Filme de Tarantino sobre Família Manson recebe título e confirma elenco
O novo filme de Quentin Tarantino , intitulado " Once Upon a Time in Hollywood ", terá Leonardo DiCaprio e Brad Pitt no elenco. A história passa-se em Los Angeles durante 1969, quando a cultura hippie está a ter uma grande influência sobre Hollywood.

Das cinco regiões do país, três apresentaram saldos positivos no emprego. O setor é seguido pelos serviços, que registraram 46,5 mil novos postos. O Sudeste teve aumento de 21.924 vagas formais e o Centro-Oeste, 20.421.

Já as regiões Nordeste (-6.035 postos) e Norte (-5.242 postos) apresentaram mais demissões que contratações formais em janeiro.

Entre os estados 14 registraram variação positiva no saldo de empregos e treze, variação negativa. Os dois primeiros foram São Paulo (20.278 empregos) e Rio Grande do Sul (17.769).

Os menores saldos de emprego ocorreram no Rio de Janeiro (-9.830 empregos), Pernambuco (-4.837), Pará (-4.081), Paraíba (-3.255) e Alagoas (-2.189). Segundo o Ministério do Trabalho, foram realizadas 2.860 admissões, e 399 desligamentos, na modalidade de trabalho intermitente no mês. No período de 12 meses, foram criados 83.539 postos de trabalho.

Esse resultado representa o saldo entre 1.284.498 admissões e de 1.206.676 desligamentos. A maior quantidade de admissões foi registrada em São Paulo (978), Ceará (627) e Minas Gerais (432).

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL