Professor de Gana ensina computação sem ter um computador na sala

Eloi Lecerf
Março 3, 2018

Ao El País, o professor explicou "cada professor tem a sua maneira de apresentar a informação aos seus alunos" e ele, ao desenhar, encontrou a sua própria maneira.

Um professor de Gana, na África do Sul, está fazendo sucesso na internet depois de mostrar seu método para ensinar informática, mesmo sem computadores. Uma dessas imagens, vídeos, gifs e outros formatos acabou viralizando recentemente, e trata-se da foto de um professor ensinando como utilizar o Microsoft Word, mais famoso programa de edição de textos no mundo inteiro, a seus alunos.

"Faço isso para que meus alunos entendam o que eu estou ensinando".

Por mais que a ação da companhia seja louvável e a intenção seja boa, algumas pessoas criticaram o fato de que uma empresa tão grande quanto a Microsoft tenha se oferecido para doar apenas um computador, quando ela poderia muito bem equipar a escola inteira com máquinas para os alunos. No post, ele colocou também a hashtag #professorcomprometido.

Cade deve reprovar compra da Liquigás pela Ultragaz
Ela apontou que a operação apresentaria uma concentração de mercado muito elevada em 22 Estados no mercado de gás de cozinha. Nas últimas semanas, sem conseguir chegar a um acordo com a relatora, o grupo Ultra passou a negociar com Polyanna.

A publicação viralizou e conquistou mais de 2 mil compartilhamentos. No Twitter, ela enviou uma mensagem à Microsoft: "com certeza vocês podem dar a ele os recursos apropriados".

Na escola de Kumasi, no Gana, não há computadores, mas a história que interessa não é essa, uma vez que neste país a maioria das escolas não tem acesso a esta tecnologia.

A escola a qual ele dá aulas está sem computadores desde 2011, o que obriga o professor a usar sua habilidade e criatividade para desenvolver as suas aulas e não deixar os alunos desamparados. "Definitivamente aqueles em Accra [capital de Gana] vão passar no teste, não há como comparar alguém que está em frente a um computador, e que sabe o que fazer com um mouse, com aquele que nunca experimentou tocá-lo antes", disse.

"Esta não é a primeira vez (que desenho) nisso". Essas eram as ferramentas que Owura Kwadwo Hottish tinha à disposição para ensinar computação a alunos em Gana.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL