SPD aprova "grande coligação" com Merkel

Patrice Gainsbourg
Março 4, 2018

33 por cento votaram contra.

Os militantes do Partido Social-Democrata alemão (SPD) aprovaram o acordo com a CDU de Angela Merkel e a União Social-Cristã (CSU), decisivo para a formação de um governo de coligação na Alemanha.

Com mais de 463.723 militantes sociais-democratas convocados, esta votação decorreu por correspondência entre 20 de Fevereiro e 2 de Março.

"O novo governo tem muito trabalho à frente e precisa ser inicado logo", defendeu a chanceler.

Com o acordo aprovado pelos militantes, a câmara baixa do parlamento, Bundestag, deve aprovar o novo governo a 14 de março, quase seis meses depois das eleições de 24 de setembro. "Esta não foi uma decisão fácil para o SPD", disse o presidente interino do partido, Olaf Scholz. acrescentando que "o partido ficou mais unido, o que nos dá força para o processo de renovação em que vamos entrar".

Justiça concede prisão domiciliar para Macarrão
O juiz considerou que Macarrão possui os requisitos necessários, como cumprimento de tempo no semiaberto e bom comportamento. Este, por sua vez, deixou o bebê com uma mulher em Ribeirão das Neves (MG), onde ele foi encontrado posteriormente.

A secretária-geral da União Democrata-Cristã (CDU), Annegret Kramp-Karrenbauer, celebrou também em um comunicado o resultado da consulta entre os sociais-democratas.

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou hoje que a aprovação pelos sociais-democratas alemães da coligação governamental com os conservadores é "para o bem da Alemanha", admitindo que há ainda "muito a fazer" no país.

"Agora é o momento de trabalhar para tornar isso realidade", assegurou Kramp-Karrenbauer. "O acordo abre uma oportunidade para o futuro da União Europeia", diz António Costa.

"O Presidente da República saúda os resultados da votação interna no SPD, que permitem uma solução de Governo na Alemanha com o potencial para contribuir para que a Europa ultrapasse a encruzilhada em que se encontra", lê-se num comunicado publicado no site da Presidência.

O chefe de Estado português recebeu esta semana o seu homólogo alemão numa visita oficial de dois dias a Portugal.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL