EUA serão maior produtor de petróleo até 2023

Patrice Gainsbourg
Março 8, 2018

Além do crescimento previsto para a produção de petróleo nos Estados Unidos, Fatih Birol antecipa também o aumento da produção do 'ouro negro' no Brasil, Canadá e Noruega.

O documento informa que, apesar da queda de custos, serão necessários investimentos adicionais para estimular o crescimento da oferta após 2020.

Antigo espião russo em estado grave após contacto com substância desconhecida
O governo russo considerou o incidente "uma situação trágica" e disse que o Kremlin não tinha informações sobre o que aconteceu. Quase invariavelmente lê-se que o coronel do Exército foi envenenado, na segunda-feira, quando estava na rua.

A previsão de cinco anos da AIE mostra que os EUA avançarão mais em seu boom de petróleo e gás, beneficiados pelos avanços tecnológicos, maior eficiência e uma recuperação frágil dos preços do petróleo que está encorajando as companhias exploradoras de xisto betuminoso a acelerar a produção. Apesar disso, a AIE prevê que, como vem ocorrendo nos últimos anos, a China e a Índia vão somar quase a metade da procura mundial por petróleo. - A Agência Internacional de Energia (AIE) anunciou nesta segunda-feira que, segundo suas estimativas, o robusto aumento da produção de petróleo de Brasil, Canadá, Noruega e, principalmente, dos Estados Unidos, bastará para satisfazer à demanda mundial nos próximos dois anos.

Praticamente todo o crescimento da produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) vem do Oriente Médio.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL