Negociações do NAFTA envoltas em tensão após intervenção de Donald Trump

Patrice Gainsbourg
Março 8, 2018

"Temos tido um muito mau acordo com o México; temos tido um muito mau acordo com o Canadá".

Por outro lado, Ross lembrou hoje a necessidade de resolver "o problema do Nafta", cuja sétima rodada de negociações, realizada no México, foi marcada pela polêmica tarifária e terminou sem grandes avanços. Elevada relocalização de empresas e de empregos.

A secretária de imprensa ainda afirmou que Trump deverá assinar a nova política até o final da semana. Muito restritivos. O México tem de fazer muito mais para impedir que drogas entrem nos EUA.

Em 1 de março, Trump anunciou que imporia uma tarifa de 25% sobre as importações de aço dos EUA e uma tarifa de 10% sobre o alumínio por um período de tempo indefinido. Eles ainda não fizeram o que tem de ser feito.

Chiquinho comemora gol e atual momento do São Caetano — Paulistão
Após o trabalho tático, alguns atletas, como Gustavo Scarpa e Lucas Lima, treinaram cobranças de faltas e pênaltis. O gol dos visitantes saiu de um chute cruzado do meia Chiquinho, que no ano passado estava no futebol japonês.

Agora, sabendo que o Canadá e o México se encontram entre os principais exportadores de metais para os EUA e que, no caso do Canadá, 88% das sua exportações de aço em 2017 se dirigiram aos EUA, o presidente norte-americano parece estar disposto a usar estes produtos como trunfo negocial.

Face à ameaça americana, Guajardo assumiu antes uma postura de contra-ofensiva, revelando que o seu governo poderá já ter em mente que resposta dar a Donald Trump. No entanto, um dos conselheiros comerciais de Trump, Peter Navarro, indicou que não haverá "exclusões de países". O chefe de comércio da União Europeia alertou na sexta-feira sobre possíveis retaliações. Após o anúncio, seguiram-se as reações dos parceiros comerciais dos Estados Unidos.

O contacto telefónico foi confirmado pela Casa Branca, apesar do sublinhado de que o Presidente Trump privilegia um acordo que seja benéfico para as três partes. "(Taxas) são um aumento de impostos que o povo americano não precisa e não pode pagar", concordou o presidente do Comitê de Finanças do Senado, o republicano Orrin Hatch.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL