ONU questiona legitimidade de eleição na Venezuela

Patrice Gainsbourg
Março 8, 2018

- O alto comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Zeid Ra'ad Al Hussein, declarou nesta quarta-feira que a situação política e social na Venezuela não conta com "as mínimas condições" para poder realizar eleições presidenciais.

No relatório anual que apresentou no conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, o responsável criticou o recente decreto que autoriza as Forças Armadas brasileiras a desempenhar as tarefas da Polícia no Rio de Janeiro, força que fica sob o comando do Exército.

Segundo Zeid, a liberdade de expressão, opinião, associação e de reunião pacífica está sendo reprimida e severamente restringida.

O governo do presidente Nicolás Maduro convocou uma eleição presidencial para 20 de maio, mas ela é boicotada pela oposição e questionada por organismos internacionais, como a Organização dos Estados Americanos (OEA).

Lucas do BBB 18 anuncia fim de noivado após traições
Apesar de tudo o que aconteceu dentro da casa, temos uma história muito longa, são quase dez anos. Tudo está sendo muito intenso, no meu caso foi muito diferente.

"Estou seriamente preocupado com o fato de que esse contexto de nenhuma forma representa as condições mínimas para eleições livres e confiáveis".

Em relação aos protestos contra o governo do ano passado que terminaram com dezenas de mortos e feridos e milhares de detidos, o alto comissário disse estar "profundamente alarmado pela possibilidade de terem sido cometidos crimes contra a humanidade, e pela erosão das instituições democráticas".

"A má nutrição aumentou dramaticamente pelo país e afeta principalmente crianças e idosos, e relatórios críveis indicam que os programas de assistência governamental são frequentemente condicionados por considerações políticas", comentou. Estou profundamente chocado com o crescente êxodo de venezuelanos de seu país, muitos dos quais em busca de acesso a alimentos e serviços básicos. Al-Hussein disse que pediu mais uma vez ao Conselho de Direitos Humanos que envie uma comissão para investigar as violações dos direitos humanos na Venezuela.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL