Policial é surpreendido por atirador e executado a poucos metros de casa

Patrice Gainsbourg
Março 8, 2018

O do investigador da policia civil, Wescley Dias Vasconcelos, foi executado com 30 tiros de fuzil no final da tarde desta terça-feira (6) em Ponta Porã, município de Mato Grosso do Sul na fronteira com o Paraguai.

De acordo com informações, a vítima trafegava em seu veículo pela Rua Tuiuti e quando chegava em sua residência, na Vila Reno, foi alvejada e morta.

Atriz grávida tem acidente e filha de quatro anos morre
O Go Fund Me, site que arrecada fundos na web, está reunindo contribuições para a atriz e sua família. Assim como as outras duas vítimas do atropelamento, que não tiveram os nomes divulgados.

A estagiária foi atingida por tiro de raspão e encaminhada para o Hospital Regional de Ponta Porã. O carro em que ela e Wescley estavam ficou com marcas de tiros de fuzil Ak-47, que é de fabricação russa. Informações preliminares são de que dois suspeitos teriam atirado contra no policial. A instituição informou ainda que também presta apoio a familiares e amigos de Wescley.

Policiais militares isolaram a área até a chegada dos investigadores do SIG e agentes da Polícia Técnica da Policia Civil que realizaram uma varredura e apreenderam imagens de câmeras de segurança existentes na região e nas proximidades que poderá ajudar na identificação dos pistoleiros e a encontrar o veículo utilizado no assassinato. Duas equipes do Sinpol-MS estão a caminho de Ponta Porã para dar suporte à família e aos colegas policiais civis. É preciso elucidar rapidamente o crime e punir os criminosos com o rigor da lei. Por volta das 9h, o corpo será translado para o Distrito Federal.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL