PS recusa "risco iminente" na Ponte 25 de Abril

Patrice Gainsbourg
Março 8, 2018

A informação foi dada horas depois de a revista Visão ter publicado matéria sobre relatório do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), que alerta para o estado de degradação estrutural da ponte rodo-ferroviária, que completa 52 anos de existência em 2018 e que necessita de obras urgentes de intervenção.

Segundo apurou a Visão, junto de uma fonte do gabinete do secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme W. d'Oliveira Martins, o avanço das obras está dependente de luz verde do gabinete do ministro das Finanças, Mário Centeno.

No documento do LNEC é feito o alerta para a necessidade de obras urgentes.

Ao Parlamento, o PSD chamou os responsáveis pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) para perceber "quais são os ditos problemas" e se os portugueses podem "estar tranquilos quanto ao uso da ponte", remetendo para mais tarde o "apuramento de responsabilidades políticas".

BNDES oferece R$ 10 bilhões para segurança pública dos municípios
Na ocasião, foi apresentado o orçamento de R$ 42 bilhões para estados e municípios investirem em segurança. Os critérios de acesso ao financiamento não foram detalhados.

Já a posição do Governo, manifestada pela ministra da Presidência foi a de garantir, ao início da tarde desta quinta-feira, que "os mecanismos de decisão, aprovação e criação de concursos não são instantâneos", vincando ainda que "está em bom ritmo" o processo do início das obras na ponte. "Existe uma parceria público-privada com a Lusoponte para a gestão das pontes Vasco da Gama e 25 de Abril", atirou o deputado bloquista. Uma coisa é ouvir que há situações que exigem uma intervenção em termos de reparação, outra coisa é haver risco de colapso. Apesar da urgência destas obras, não significa que a ponte esteja em risco ou que vá colapsar. Ainda assim, Marcelo Rebelo de Sousa afasta "alarmismos".

Em comunicado, a empresa refere que "vai lançar, no decorrer deste mês, uma empreitada de trabalhos de reparação e conservação da Ponte 25 de Abril", que liga as duas margens do Rio Tejo (Almada e Lisboa), "com um preço base de 18 milhões de euros e prazo de execução de dois anos".

A empresa revela ainda que os trabalhos vão ser realizados durante a noite e aos fins de semana.

Descarregue a nossa App gratuita.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL