Barack e Michelle Obama negoceiam programas na Netflix

Patrice Gainsbourg
Março 9, 2018

Barack Obama, ex-Presidente norte-americano, está em negociações com a Netflix para produzir um programa, avançou o The New York Times.

A Netflix irá pagar a Barack e Michelle Obama pela materialização do projeto que, a concretizar-se, está apenas disponível no serviço de streaming que já conta com 118 milhões de subscritores espalhados pelo mundo.

"O acordo diz-se focado numa série de histórias inspiradoras, não algo que sirva como refutação das políticas do atual presidente Donald Trump".

A plataforma se recusou a comentar a reportagem.

O número de episódios e o formato do show ainda não foram decididos. No entanto, em cima da mesa das negociações estão formatos como por exemplo debates, moderados por Obama, onde serão discutidos temas como o sistema de saúde, política externa, alterações climáticas ou imigração e a maneira como o antigo presidente norte-americano os geriu durante a sua estadia na Casa Branca.

India Imposes New Trade Restrictions on North Korea
The Trump administration also pushed through some of the harshest sanctions the already hugely sanctioned North has yet faced. Kim Jong-il, the leader in Pyongyang at the time (and the father of current leader Kim Jong-un), appeared suddenly friendly.

"O presidente e a senhora Obama sempre acreditaram no poder se contar histórias para inspirar", disse Eric Schultz, um conselheiro sênior do ex-presidente dos EUA, na quinta-feira, 8.

Nesta série de programas, o casal Obama deverá comunicar com o público sem filtros, uma maneira de abranger um público semelhante ao que já alcançou nas redes sociais: 101 milhões de seguidores do Twitter e 55 milhões pessoas na página do Facebook.

Outra hipótese que estará a ser analisar é um programa em que Michelle Obama discuta questões relacionadas com a nutrição.

Os termos financeiros do acordo ainda são desconhecidos, segundo o NYT. Executivos da Apple e da Amazon também expressaram interesse em conversar com Obama sobre acordos para criação de conteúdo.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL