IBGE: Inflação em fevereiro é mais baixa para o mês desde 2000

Judith Bessette
Março 9, 2018

Em fevereiro, o grupo educação, com alta de 3,89% e impacto de 0,19 p.p., dominou o IPCA, sendo responsável por 59% dele.

Nos dois primeiros meses de 2018, o IPCA acumula alta de 0,61%, menor percentual para o período desde a implantação do Plano Real em 1994.

Já os preços dos transportes tiveram alta significativa em fevereiro, de 0,74%, mas desaceleraram em relação ao mês anterior, quando haviam subido 1,1%.

Campo Grande a capital brasileira com a maior queda entre as capitais do país, com variação -1,29% no valor dos alimentos em um mês e, com isso a inflação referente ao mês de fevereiro teve variação de 0,20%, maior que a registrada no mês de janeiro (0,10%). Apesar do avanço, o indicador registrou a menor taxa para o mês desde 2000 (0,13%).

Trump anuncia sobretaxas ao aço e alumínio importados; Brasil é afetado
Se sua produção for afetada pelas sobretaxas, as importações do produto, consequentemente, irão diminuir. O anúncio das tarifas enfrentou oposição na Casa Branca e no próprio Partido Republicano.

As informações foram divulgadas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira (9).

A mão de obra ficou 0,06% mais cara e passou a custar R$ 522,21 por metro quadrado. Em contrapartida, o grupo Alimentação e Bebidas contribuiu para conter o índice, com queda de 0,33%. O feijão carioca já acumula baixa de 32% em 12 meses e o arroz de 11,34% no mesmo período. Esse resultado foi puxado para cima por uma alta de 1,9% nos preços dos ônibus interurbanos e de 0,85% da gasolina.

No setor de educação, a Capital registrou aumento de quase 4%. Os números foram divulgados nesta segunda-feira. Mas está dentro do intervalo de tolerância previsto pelo sistema, e que considera que a meta terá sido cumprida pelo BC se o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficar entre 3% e 6%.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL