Trump quer fim de testes para encontro com Coreia do Norte

Patrice Gainsbourg
Março 11, 2018

- O governo dos Estados Unidos "não fará concessões" durante as negociações com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e exigirá como condições o fim dos testes de mísseis e portas abertas para a desnuclearização, ressaltou neste domingo Mike Pompeo, diretor da CIA.

"O presidente não terá o encontro sem ver passos concretos e ações concretas sendo tomados pela Coreia do Norte".

A Coreia do Norte deverá oferecer, segundo o responsável da CIA, "provas verificáveis, completas e irreversíveis" de que os ensaios de mísseis acabaram e os Estados Unidos vão manter as sanções económicas a Pyongyang.

Pedro Dias conhece hoje decisão sobre homicídios de Aguiar da Beira
"Entende o tribunal que se pode justificar a alteração e agravamento da qualificação de alguns dos crimes", indicou o juiz.

"O presidente tomou a decisão: este é momento adequado para se reunir com Kim", acrescentou Pompeo. Vamos decidir o local e a hora da reunião. "Temos muito apoio", disse Trump a jornalistas.

A aproximação entre EUA e Coreia do Norte ocorre depois de um ano de escalada de tensão, troca de insultos e contínuas ameaças militares.

Enquanto isso, os especialistas dizem que Trump pode convidar Kim Jong-un para Washington, mas que esta situação não parece possível porque o líder norte-coreano não deixou o país desde que chegou ao poder.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL