Frente Nacional debate crise existencial em congresso

Rebecca Barbier
Março 12, 2018

Steve Bannon, um admirador antigo da Frente Nacional, aproveitou uma ronda por vários países europeus para mostrar o seu apoio ao partido liderado por Marine Le Pen, a política que disputou as presidenciais francesas com Emmanuel Macrón no ano passado.

A votação aconteceu por correspondência e o resultado foi proclamado neste domingo durante o congresso do partido.

Le Pen conseguiu aprovação de 79,7% dos cerca de 1.500 membros do Partido, enquanto 20,2% se opuseram aos novos estatutos que suprimem a "presidência de honra", anunciou o vice-presidente da FN, Jean-François Jalkh.

A mudança de nome pretende estabelecer um novo começo para o partido e uma ruptura decisiva com Jean-Marie Le Pen, que presidiu a FN durante 39 anos, mas foi excluído por suas polêmicas e reiteradas declarações racistas e antissemitas. Aos 49 anos, Le Pen conquista, assim, um terceiro mandato à frente do partido que dirige desde que sucedeu seu pai, Jean-Marie Le Pen, em 2011.

Acredito que Coreia do Norte não testa mísseis, diz Trump
E, muito francamente, foi um pouco surpreendente para nós que se tenha mostrado tão aberto - indicou Tillerson. A reunião foi anunciada pela Coreia do Sul nesta quinta-feira (8), e deve ocorrer até o fim de maio.

A renovação para a qual vocês me elegeram, peço agora que a levem até o fim, é a condição de nosso êxito, disse Marine Le Pen no discurso de encerramento do 16º congresso do partido.

Como parte da estratégia, ela deve propor aos militantes um novo nome para a formação. Agora Marine Le Pen quer transformar o seu partido num verdadeiro partido de Governo e vai apostar em três novas linhas orientadoras: "implantar-se, aliar-se, governar".

Ele chegou a ameçar ir ao evento recorrendo à força pública, se necessário.

O patriarca, que mantém uma grane popularidade entre os simpatizantes da FN, optou por passar o fim de semana em uma livraria de Paris autografando seu livro de memórias.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL