São Paulo acerta com o técnico Diego Aguirre para substituir Dorival Júnior

Vincent De Villiers
Março 12, 2018

Aguirre, que jogou no São Paulo em 1990, assume no lugar de Dorival Júnior, demitido na sexta-feira, após oito meses de trabalho.

Isso era pedra cantada desde o ano passado, que foi se configurando nesta temporada, quando o técnico se viu na encruzilhada de dar forma ao time com os veteranos recém-contratados (Nenê e Diego Souza) e os garotos que pedem passagem. Após o nome do uruguaio ter sido aprovado por Raí, Ricardo Rocha e Diego Lugano, a tendência é que ele seja anunciado no início desta semana pela diretoria tricolor, que acredita que o perfil do ex-comandante do Internacional, Atlético-MG e San Lorenzo é o ideal para liderar a retomada do clube em 2018. Aprovaram o que ouviram e, com a definição da troca de comando, já adiantaram conversas com o representante de Aguirre.

Há a expectativa, inclusive, de Aguirre acertar com o São Paulo já neste domingo, porém, a diretoria ainda não decidiu quando algumas questões fundamentais, como salário e tempo de contrato, serão definidas.

- Já temos um nome. "Foi unanimidade entre quem participou da decisão, está bastante avançado. mas ainda em negociação, por isso não darei detalhes ou nomes", disse Raí.

Substituto de Astori, brasileiro decide para Fiorentina em dia de homenagem
A Fiorentina fez emocionada homenagem a Davide Astori , morto no fim de semana passado em virtude de infarto. Que terminou com o lançamento de centenas de balões violetas e brancos, as cores da Fiorentina .

- Os estrangeiros que passaram por aqui saíram por razões óbvias. O favorito a ocupar o posto, segundo apuração da Gazeta Esportiva, é Diego Aguirre, sem clube desde 2017, quando deixou o San Lorenzo-ARG. Com postura, experiência e estilo exemplificado no Jardine, com padrão de jogo e time que se impõe. Queremos padrão de jogo, com regularidade, segurança defensiva, mas propondo o jogo com muitas alternativas de ataque - completou Raí. O ex-craque tiraria um ano para estudar na Europa, conversar com os treinadores de lá, aprender os novos métodos de treinamento etc., antes de assumir a direção técnica do Tricolor.

Caso Aguirre aceite comandar o Uruguai, ele seria o terceiro treinador estrangeiro do São Paulo a abandonar o clube para treinar uma seleção recentemente.

Aguirre é um dos responsáveis por levar o Peñarol à final da Libertadores de 2011, quando os uruguaios perderam para o Santos de Ganso e Neymar.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL