Morre Bebeto de Freitas, técnico da Geração de Prata

Vincent De Villiers
Março 13, 2018

Ele tinha 68 anos e chegou a receber atendimento médico ainda no Centro de Treinamento do Galo.

O Atlético-MG já emitiu nota decretando luto de três dias, assim como o Botafogo, que informou que General Severiano está à disposição para velório.

Um dos grandes nomes do esporte não resiste a parada cardíaca em evento de apresentação do time de futebol americano do Atlético-MG. Bastaram mais alguns minutos para a nova informação ser ainda pior: Bebeto morreu.

Famoso principalmente por ter sido o técnico da grande "geração de prata" do vôlei masculino do Brasil, Bebeto de Freitas morreu nesta terça-feira, em Belo Horizonte, depois de ter sido vítima de um ataque cardíaco.

Pesquisa: maioria quer candidato à Presidência sem envolvimento em corrupção
Já 84% dos entrevistados apontam como característica importante nunca ter se envolvido em qualquer esquema corrupção . Nada menos que 67% concordaram totalmente quando perguntados se " é importante que o candidato acredite em Deus ".

Dois anos depois, conseguiu um feito ainda mais importante: comandou a equipe na conquista da medalha de prata na Olimpíada de Los Angeles-1984, numa equipe em que brilharam William, Montanaro, Renan e Bernard, entre outros. Trabalhou no clube ainda em 2001. Assumiu a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer na gestão de Alexandre Kalil na Prefeitura de Belo Horizonte, no início de 2017, e, com a eleição de Sérgio Sette Câmara para a presidência do Atlético-MG, no fim do ano passado, retornou ao clube para exercer o cargo de diretor de administração e controle.

"Sempre gostei de gente de bem e honesta ao meu lado". "Encontramos mais tarde, Bebeto", homenageou, pelas redes sociais, o prefeito de BH, Alexandre Kalil (PHS).

Em 1999, Bebeto mudou de ares e de território: aceitou o convite para ser manager do Atlético-MG - a equipe faturou o Estadual e foi finalista do Brasileiro. No clube, ele era atualmente diretor de administração e controle. A assessoria de imprensa do clube mineiro confirmou a morte do seu dirigente na tarde desta terça. O time se prepara para o confronto com o Figueirense, pela terceira fase da Copa do Brasil, marcado para esta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Independência. Uma das coletivas que aconteceria no CT alvinegro foi cancelada, e jogadores e dirigentes que estavam no local se mostraram muito abatidos com o ocorrido. Reeleito, ele ficou no comando do clube carioca até 2008. O treinamento acabou cancelado.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL